CONHECENDO OS PNEUS

O pneu é o ÚNICO elemento de contato entre o veículo e a estrada. É por isso que o uso e a manutenção corretas, assim como o conhecimento de suas características, são fundamentais para garantir a sua segurança em qualquer situação, para aumentar a vida útil dos pneus e para economizar dinheiro. Lembre-se sempre de dirigir com segurança e respeitar o meio ambiente.

Se você dirige com pneus com uma profundidade de sulco menor que 1.6 mm, você pode ser multado.

MARCAÇÕES LATERAIS

Há diferentes marcações na lateral do pneu. Além do nome da marca e da linha, você encontra a medida e as características do pneu: a largura nominal, relação entre a altura nominal da secção e a largura nominal da secção, a estrutura ou o código de construção, o diâmetro do aro e o índice de carga e velocidade.

Entenda as marcas do pneus
+
largura nominal da seção (mm)
+
Relação nominal de aspecto (%)
+
Estrutura ou código de construção / Diâmetro do aro (polegadas)
+
Índice de carga e velocidade

PRESSÃO DO PNEU

A pressão do pneu exercer uma forte influência na segurança e na economia do veículo. A pressão do pneu deve ser conferida regularmente (todo mês), sobretudo se você for percorrer longas distâncias, sempre com o pneu frio (nunca ajuste a pressão quando o pneu estiver quente).

DISTÂNCIA DE FRENAGEM

A distância de frenagem está relacionada à pressão do pneu. Em uma velocidade de 100 km/h, a distancia de frenagem com pneus corretamente inflados será de 40 m. Já com os pneus murchos, a distância aumenta para 42,4 m. O desempenho, consequentemente, aumenta em aproximadamente 6%, igual a 2,4 m.

DESGASTE DO PNEU

A pressão de ar incorreta causa desgaste irregular do pneu. A pressão muito baixa causa o desgaste da borda, proporcionando o risco de dano estrutural do pneu. A pressão muito baixa causa desgaste no centro do pneu.

Mantenha seus pneus com a pressão correta

INTEGRIDADE DO PNEU

Um pneu é feito de borracha, aço e fibras. O aço e as fibras são materiais estruturais; a borracha tem a função de protegê-los contra as influências do ambiente. A borracha também pode sofrer danos por elementos químicos ou outras influências do meio ambiente.

Objetos cortantes, impactos intensos e maus tratos podem causar defeitos estruturais visíveis e invisíveis
Também a pressão do pneu muito baixa pode causar defeitos estruturais
Altas temperaturas e a luz solar podem destruir a borracha
Procure por danos visíveis

PROFUNDIDADE DO SULCO DO PNEU

A profundidade do sulco é um importante fator de segurança, que influencia diretamente no contato do veículo com o solo

DISTÂNCIA DE FRENAGEM

Ao mesmo tempo em que o freio ABS controla a roda para que ela não deslize, há o acúmulo de água e os pneus começam a flutuar, fazendo com que a distância de frenagem aumente drasticamente.

Distância de frenagem em metros e velocidade restante:

AQUAPLANAGEM

A aquaplanagem depende da profundidade da água, da profundidade do sulco e da velocidade do veículo. Para calcular a aquaplanagem, o veículo é levado a um local em que é submetido ao aumento da velocidade em superfície contendo 8 mm de água. Ocorre a aquaplanagem quando o motor começa a trabalhar com dificuldade, sem o aumento da velocidade.

Verifique a profundidade do sulco

ALTERAÇÃO SAZONAL DO PNEU

A escolha correta da mudança sazonal é fundamental para a condução segura do veículo. Pneus de verão no verão, pneus de inverno no inverno. A distância de frenagem, a tração e a estabilidade dependem totalmente do composto da borracha.

Aderência em diferentes temperaturas externas

Os pneus de inverno não apenas garantem a aderência sobre a neve, como também apresentam desempenho melhor que os pneus de verão em qualquer temperatura inferior a 7°C. A Pirelli recomenda o uso de pneus de inverno para garantir a mobilidade em qualquer superfície e em todas as condições de clima frio.

COMPORTAMENTO DE FRENAGEM

Em temperatura igual ou menor que +7°C os pneus de verão apresentam distâncias de frenagem maiores e sua aderência sobre a neve é drasticamente reduzida.

Condições mudam de +7°C