DIFERENÇA ENTRE OS COMPOSTOS

RESUMO DOS PNEUS DE QUINTA-FEIRA

•  Ferrari foi a equipe a ser batida nos treinos livres, com Charles Leclerc superando seu companheiro de equipe Carlos Sainz, à tarde, no TL2 – os únicos pilotos a estarem abaixo da barreira de 1m12s – enquanto Sergio Perez, da Red Bull, liderou a tabela de tempos no TL1. Todos eles usaram o pneu P Zero Vermelho macio para estabelecer seus melhores tempos, com o composto mais macio da linha (chamado ‘C5′) fazendo sua estreia em 2021 em Mônaco neste fim de semana.
•  As temperaturas foram quentes e secas durante todo o dia, com temperaturas de pista chegando aos 45 graus centígrados durante a sessão da tarde, o TL2. Isso ajudou os pilotos a manterem a temperatura dos pneus, embora, como de costume, encontrar uma brecha no tráfego de Mônaco fosse um desafio.
•  A diferença de desempenho entre os compostos de pneus é a esperada até agora: com cerca de 0s8 entre o duro e o médio, e uma lacuna semelhante entre o médio e o macio.

FÓRMULA 2 – ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A Fórmula 2 começou com os treinos livres seguidos da classificação, que apenas para Mônaco é dividida em dois grupos de 16 minutos para minimizar o problema perene de encontrar uma volta livre. Theo Pourchaire, da ART Grand Prix, conseguiu o melhor tempo: incomum do primeiro grupo de 11 carros, que tradicionalmente está um pouco em desvantagem devido à evolução da pista que torna o segundo grupo um pouco mais rápido. Todos os pilotos correram com a borracha supermacia na classificação, para extrair o máximo de aderência mecânica no circuito apertado e sinuoso. Guanyu Zhou, da UNI-Virtuosi, que se classificou em 10º, vai começar a corrida de abertura da F2 de amanhã na pole.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“O circuito estava realmente em boas condições para o TL2, em particular com uma evolução significativa da pista, graças também aos eventos de apoio. Vimos um desempenho sólido de todos os três compostos, com um intervalo de tempo semelhante entre todos eles. Como esperado, as equipes se concentraram no duro e no médio na parte da manhã, seguido pelo médio e o macio para testes de desempenho à tarde, em preparação para a classificação – que, é claro, acontece depois de amanhã em Mônaco. Isto significa que as condições da pista podem ser ligeiramente diferentes quando chegarmos à crucial sessão de classificação – com um ligeiro risco de chuva antes do TL3, o que pode resetar as condições de asfalto. As condições estavam bastante quentes hoje, com as temperaturas da pista sendo uma influência chave no desgaste e degradação dos pneus, que é bastante baixo em Mônaco. Como resultado, não vimos nada hoje que sugira que as equipes irão desviar do habitual um pit stop em Mônaco, com o macio e o médio preferidos, a julgar pelos planos de pista de hoje.”