O PNEU TOPO DE GAMA PIRELLI FOI CONFIRMADO COMO EQUIPAMENTO ORIGINAL PARA AS PRESTIGIADAS MOTOCICLETAS SUPERESPORTIVAS

O Pirelli DIABLO™ Supercorsa SP recebeu outro reconhecimento de sua liderança no segmento de réplicas de pneus de corrida para uso nas ruas. Ele foi escolhido pela Honda como equipamento original para a CBR1000RR-R Fireblade e a CBR1000RR-R Fireblade SP (120/70 ZR17 na frente e 200/55 ZR17 e na traseira), as tão aguardadas máquinas superesportivas da fabricante japonesa. O produto de melhor desempenho da família DIABLO™ feitas para uso em estradas da Pirelli, agora em sua terceira geração, é confirmado mais uma vez como a primeira escolha para motocicletas de alto desempenho recentemente introduzidas no mercado pelos mais prestigiados fabricantes de motocicletas.

O Pirelli DIABLO™ Supercorsa SP, atualmente em ação no Circuito de Losail, no Catar, onde está ocorrendo o lançamento oficial da nova máquina superesportiva japonesa, é apontado como equipamento original do Honda CBR1000RR-R Fireblade e CBR1000RR-R Fireblade SP depois que foram escolhidos, em 2014, para equipar o modelo SP anterior desta marca japonesa icônica.

O DIABLO™ Supercorsa SP tem uma concentração de tecnologia que se baseia na experiência e no patrimônio da Pirelli como fornecedora exclusiva do Campeonato Mundial de Superbike desde 2004, transferindo a tecnologia esportiva para produtos de rua de alto desempenho. Este pneu de rua, projetado para motociclistas que têm um estilo de pilotagem esportivo, mas que também amam as pistas, oferece desempenho típico de corrida como produtos de uso exclusivos de autódromos, permitindo que o usuário tenha um produto que possa ser usado em ambas os locais, sem compromisso. Comparado com a versão SC, o DIABLO™ Supercorsa SP possui pneu traseiro bi-composto, a fim de proporcionar maior quilometragem e maior aderência ao inclinar-se. O EPT (Enhanced Patch Technology) também possibilitou o uso de um composto 23% mais macio na área dos ombros, em comparação com o antecessor, com uma largura de 33% da banda de rodagem de cada lado, garantindo melhor aderência do meio até a inclinação total. Finalmente, os polímeros usados ​​para o composto SP ajudam a obter um aquecimento mais rápido e uma aderência melhorada em todas as condições.

O composto SP dá mais quilometragem quando comparado a compostos específicos de corrida e suporta variações de temperatura por longos períodos de tempo, típicos em um uso rodoviário, proporcionando maior desempenho em superfícies molhadas. O coeficiente de rigidez e atrito do composto foi estudado para permitir uma precisão muito alta nas curvas, suportada por uma excelente sensação de contato, além do conhecido comportamento de alta estabilidade e absorção dos pneus superesportivos da Pirelli.

O desempenho do composto é aprimorado ainda mais pelo uso de um único desenho de banda de rodagem, que é o mesmo nos pneus SC de corrida, repetidos seis vezes sobre a superfície do pneu. O resultado é que a área slick” dos ombros é 24% mais larga em comparação com a do DIABLO™ Supercorsa anterior, aumentando a área de contato e a aderência. As ranhuras longitudinais, que expandem da área central para o ombro, melhoram a regularidade do desgaste, especialmente sob uso severo, e ajudam a drenar a água.

As soluções adotadas para o composto e a banda de rodagem garantem altos níveis de aderência e tração, permitindo que a motocicleta mantenha alta velocidade ao se inclinar. Por isso tornou-se necessário o uso de uma estrutura dedicada com maior resistência à deformação. É por isso que a carcaça traseira do DIABLO™ Supercorsa SP é fabricada com uma inovadora fibra de alto módulo, patenteada pela Pirelli e desenvolvida no WSBK, com uma taxa de deformação consideravelmente menor do que a fibra normalmente usada em pneus de rua. O resultado é uma carcaça mais rígida, tanto no centro quanto na região dos ombros. Isso proporciona maior resistência ao estresse criado pelas curvas agressivas ou ao acelerar fora de curvas com a motocicleta ainda em posição inclinada.