PRIMEIRA SÉRIE DE TRÊS CORRIDAS SEGUIDAS DA HISTÓRIA COMEÇA COM UM RETORNO LENDÁRIO

Milão, 18 de junho de 2018 – A história será tanto feita como celebrada neste fim de semana. A Fórmula 1 embarca para sua primeira série de três corridas seguidas da história, começando com um retorno lendário: Les Castellet, na França. Nas semanas seguintes, serão disputados os Grandes Prêmios da Áustria e da Inglaterra.

Para esse retorno à pista de Paul Ricard, a Pirelli selecionou os compostos P Zero Amarelo macio, P Zero Vermelho supermacio e P Zero Roxo ultramacio. Como o último Grande Prêmio da França em Paul Ricard foi disputado pela última vez em 1990, ele é essencialmente um novo circuito para as equipes e para os pilotos, apesar de ser bem conhecido como um local para testes, graças ao clima ameno e instalações de ponta.

OS TRÊS COMPOSTOS SELECIONADOS

selection

O CIRCUITO DO PONTO DE VISTA DO PNEU

Circuit

·         A pista foi completamente recapeada em preparação para o Grande Prêmio da França, resultando em um asfalto suave e ainda assim com alta aderência, similar ao de Barcelona. Por conta dessas características, os pneus utilizados neste fim de semana terão uma redução de 0,4 milímetros em suas bandas, como foi o caso na Espanha e como será em Silverstone, no início de julho. Todos esses três circuitos contam com asfalto novo.

·         O clima no sul da França nesta época do ano tende a ser bem quente, o que pode aumentar os índices de uso e degradação dos pneus.

·         Na preparação para o Grande Prêmio da França, os engenheiros da Pirelli receberam amostras do asfalto novo, para fazer uma seleção de pneus apropriada.

·         Com 5,8 quilômetros, Paul Ricard tem uma das voltas mais longas do ano, com uma série de pontos de ultrapassagem em seu traçado.

Mario Isola, gerente mundial de Motorsport da Pirelli: “Efetivamente, Paul Ricard é um circuito totalmente novo para todos, porém temos algumas ideias do que esperar não somente por causas dos testes da Fórmula 1, mas também por nossa experiência nas corridas de GT. A pista recebeu recentemente a última rodada do Blancpain GT Series. A partir disso, podemos esperar uma alta aderência com baixa degradação, como em Barcelona. Outro fator deve ser o clima. Podemos ter altas temperaturas de pista nesse fim de semana, aumentando a degradação térmica. Com as equipes não sendo tão familiarizadas com o traçado, os treinos livres serão ainda mais importantes que o normal para se obter uma leitura precisa do comportamento dos pneus. Somente após isso teremos uma ideia melhor de quais serão as estratégias mais prováveis.”

O QUE HÁ DE NOVO

  • Muitas coisas são novas. Além do novo asfalto, há uma nova estrutura de paddock e novas arquibancadas. A pista também foi alargada em alguns pontos, como no S de la Verrerie, para permitir ultrapassagens.
  • Para celebrar o retorno de Paul Ricard ao calendário, a Pirelli está conduzindo uma série de ações promocionais que também vão além da Fórmula 1. Fique ligado em alguns convidados especiais.
  • De fora da última etapa, no Canadá, a Fórmula 2 e a GP3 também retornam na França.

PRESSÕES MÍNIMAS PARA A LARGADA / LIMITES DE CAMBAGEM

pressure

PNEUS NOMEADOS PARA A TEMPORADA

Grand Prix