A Pirelli, marca que equipa um em cada dois carros que são fabricados no País, lança em 1º de abril a promoção Nº1 em todas as lojas que compõem a Rede Oficial de Revendedores Pirelli no Brasil. O consumidor que comprar três pneus leva o quarto gratuitamente.

A promoção termina em 02 de maio ou até os estoques acabarem. A oferta é válida para pneus de carros de passeio acima de 14 polegadas, na compra de três unidades dos mesmos modelo e medida, com exceção das linhas P2000, P400, Phantom, PZero e Run-Flat.

“Oferecemos esta condição especial no período dos feriados de Páscoa, Tiradentes e Dia do Trabalho, porque muitos consumidores aproveitam as datas para viajar, e nós sabemos como tornar a viagem ainda mais segura. Assim, convidamos os consumidores a visitar algum de nossos pontos de venda espalhados pelo Brasil e fazer a revisão dos pneus, mas não só deles. É essencial que também se verifique alinhamento, balanceamento e as demais peças que estão ligadas ao conjunto pneu-roda para que não haja surpresas desagradáveis pelo caminho”, afirma Marco Maria Tronchetti, diretor de Marketing da Pirelli para a América do Sul.

Serviço: cuidar dos pneus significa garantir a segurança de todos

Pneus gastos, com pressão incorreta e falta de balanceamento são os principais fatores que colocam em risco a condução do veículo e, por consequência, a vida de todos os que estiverem no carro. Antes de rodar nas estradas, os quatro pneus e o estepe devem ser checados e, se necessário, substituídos.

“Só o desgaste dos pneus pode causar diversos contratempos. Um bom exemplo é a perda de aderência em pista molhada, levando o carro a derrapar em curvas fechadas. Outro exemplo é o carro aquaplanar em poças, já que a capacidade de drenagem é afetada pelos sulcos menos profundos na banda de rodagem” afirma Roberto Falkenstein, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Pirelli para a América do Sul. “A pressão dos pneus também é importante. Se estiver insuficiente, pode prejudicar o desempenho do pneu em vários aspectos. Se a pressão for maior do que a recomendada, os riscos também são grandes como, por exemplo, o pneu se apoiar mais na parte central da banda de rodagem, diminuindo o contato das laterais com a pista, cuja consequência pode ser a perda de aderência. Desta forma, é importante calibrar os pneus toda semana e realizar o balanceamento e o alinhamento a cada 10 mil quilômetros rodados” conclui Roberto Falkenstein.