O piloto da Red Bull Sebastian Vettel foi o mais rápido nos treinos livres em sua casa. O melhor tempo de Vettel foi 1m30s416 na segunda sessão de treinos livres, quase um segundo e meio mais rápido do que o melhor tempo dos treinos livres de sexta de dois anos atrás (1m31s894), quando foi a última vez que Nurburgring sediou o Grande Prêmio da Alemanha.

Ambas as sessões de treinos livres foram realizadas em tempo seco – pela primeira vez desde Mônaco, em maio. Isto permitiu que as equipes testassem  exaustivamente a nova construção de Aramida (conhecido como Kevlar) dos pneus traseiros, que serão utilizados neste fim de semana (e também foram utilizados nos treinos livres do Grande Prêmio do Canadá). A temperatura ambiente era de 20 graus centígrados na segunda sessão, com a temperatura da pista de 28 graus centígrados.

Os pilotos utilizaram ambas as sessões para avaliar a nova construção do pneu traseiro, no qual uma cintura de Aramida substitui a anterior, que era de aço. Os pneus dianteiros permanecem inalterados. Nos treinos da manhã, as equipes utilizaram somente o composto médio, e testaram o composto macio pela primeira vez na parte da tarde.

O trabalho realizado consistiu em experimentar ambos os compostos com diferentes cargas de combustível, para avaliar o efeito do peso do carro e da temperatura da pista nos tempos das voltas. Esta informação é útil para formular a estratégia tanto para a classificação, quanto para a corrida. No final da segunda sessão, as equipes, como de costume, se concentraram em fazer tiros longos, como parte de sua simulação de corrida.

“Os pilotos tiveram a oportunidade de avaliar os dois compostos hoje, além da nova construção. Foi uma sessão bem sucedida e a maioria das equipes trabalhou bastante, o que os coloca em uma posição forte para entrar no treino classificatório e na corrida. Vimos níveis bastante elevados de degradação do composto macio, mas é um pneu muito rápido e ele deve ser selecionado para a sessão de classificação amanhã, e o pneu médio deve ser o principal composto na corrida. A diferença de desempenho entre os dois compostos é de cerca de 1,5s e, com o que vimos, estamos esperando agora dois pit stops na corrida de domingo”, disse  Paul Hembery, o diretor de automobilismo da Pirelli.