Neste fim de semana, a GP2 e a GP3, categorias de base para a Fórmula 1, chegam à Spa-Francorchamps, na Bélgica, um dos circuitos mais desafiadores do ano. A Pirelli, fornecedora exclusiva de pneus, disponibilizará para cada carro três conjuntos do PZero Branco médio e dois conjuntos do PZero Amarelo macio para o fim de semana inteiro da GP2 e três jogos de composto PZero Branco médio para os da GP3.

Localizado perto de Liege, Spa-Francorchamps é um dos circuitos mais pitorescos do calendário internacional. Suas 19 curvas, mudanças bruscas de elevação e o cenário de tirar o fôlego fazem da corrida um verdadeiro teste de habilidade tanto para os pilotos da GP2 e GP3 como para os pneus da Pirelli.

Na GP2, os pit stops estão permitidos em ambas as corridas da categoria desde a etapa de Silverstone neste ano, além de os pilotos terem a disposição um conjunto extra dos pneus mais macios. Isso abre mais oportunidades para o desenvolvimento de estratégias e também de ter a possibilidade de treinar com o composto mais macio antes da qualificação.

Na GP3, os compostos médios são ideais para o circuito, pois como não é permitido fazer pit stops nas duas corridas do fim de semana, os pilotos terão que tomar cuidado extra com os pneus, já que a pista possui muitas curvas, 19 no total, e os carros ficam em aceleração máxima durante a maior parte do percurso, apesar do alto número de curvas.

Para Mario Isola, gerente de motorsports da Pirelli, os pneus são projetados para ser o mais adaptável possível para uma grande variedade de condições. Isso fica mais evidente em Spa, que gera uma enorme quantidade de energia nos pneus, em termos de forças laterais e longitudinais. “Com os campeonatos se aproximando ao final da temporada, cada decisão tomada pelas equipes será crucial, mas, como sempre, o que vai contar mesmo é a habilidade dos pilotos para fazer a diferença. Especialmente na GP2 e na GP3, com os jovens pilotos em cada categoria determinados a chegar ao topo das corridas mundiais, a Fórmula 1″, conclui.