São Paulo, 22 de agosto de 2011 – Após três semanas de férias, as equipes da Fórmula 1 voltam às pistas nesta semana, mais precisamente ao circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, favorito para a maioria dos pilotos pelos desafios que proporciona. E este desafio se estende também aos pneus: com 7.004 quilômetros de comprimento, é o traçado mais longo do calendário e possui curvas como a Eau Rouge (contornada a mais de 300 km/h) e a Blanchimont, que entraram para a história dos Grandes Prêmios por exigirem extrema habilidade dos pilotos e levar os compostos ao limite.

As dificuldades de Spa-Francorchamps, no entanto, não se resumem às altas velocidades e imensas forças G e alcançam as condições climáticas. O extenso circuito possui diferentes microclimas, o que significa que enquanto chove em uma parte da pista, o tempo pode estar completamente seco em outra.

Os dois tipos de compostos escolhidos pela Pirelli para a corrida são o P Zero Branco (médio) e o P Zero Amarelo (macio) – como nos GPs da Europa e da Alemanha –, mas é muito provável que os pneus de chuva e os intermediários também entrem em ação na Bélgica.

Spa-Francorchamps é um dos circuitos onde a Pirelli não fez testes ainda, mas sabe-se que está entre os que impõem as mais altas cargas verticais e laterais sobre os pneus. A grande extensão de cada volta irá acentuar a diferença de tempo entre os dois compostos, que provavelmente será de mais de um segundo, o que reforça a importância de uma boa estratégia. Mesmo assim, o desgaste dos pneus geralmente é muito baixo, devido às condições climáticas e ao traçado fluido da pista, com menos curvas travadas do que na maioria dos circuitos.

“Spa é uma das pistas mais imprevisíveis da temporada, e como nunca testemos aqui, possuímos poucos dados para analisar. Porém, pelo que vimos no passado, especialmente em Valência e Nurburgring, estamos confiantes de que a combinação de pneus médios e macios representa o equilíbrio certo entre desempenho e durabilidade”, explica Paul Hembery, diretor de Motorspots da Pirelli .

OPÇÕES DE PNEUS PIRELLI POR GRAND PRIX DA FÓRMULA 1 EM 2011

  PZero Vermelho PZero Amarelo PZero Branco PZero Prata
Australia   Macio   Duro
Malásia   Macio   Duro
China   Macio   Duro
Turquia   Macio   Duro
Espanha   Macio   Duro
Mônaco    Supermacio Macio    
Canadá Supermacio Macio    
Europa   Macio Médio  
Inglaterra   Macio   Duro
Alemanha   Macio Médio  
Hungria Supermacio Macio    
Bélgica   Macio Médio  
Itália   Macio Médio  
Cingapura Supermacio Macio    

***