A família Green Performance – Cinturato P1, Cinturato P7 e Scorpion Verde All Season – alia economia de combustível a desempenho e cobre todos segmentos de mercado, de veículos pequenos e médios aos de alta potência, passando por picapes e SUVs

Os novos Cinturato P1, Cinturato P7 e Scorpion Verde All Season, formam a linha de produtos Pirelli Green Performance projetada especialmente para apresentar menor resistência ao rolamento, o que permite reduzir o consumo de combustível e, consequentemente, as emissões de CO2 dos automóveis, aliados à máxima performance. Compostos, materiais, estrutura e design da banda de rodagem foram desenvolvidos para interagir em perfeito equilíbrio e garantir também redução do ruído, melhor frenagem e dirigibilidade, tanto em pistas secas quanto molhadas, além de permitir um desempenho constante ao longo de toda a vida útil dos pneus.

Estes novos produtos pesam cerca de 8% a menos que os correspondentes tradicionais e utilizam materiais inovadores. Os três novos pneus trazem quatro símbolos nos flancos, que representam suas principais características ecológicas: Redução do consumo de combustível; Menor emissão de CO2; Alta e quilometragem; e Redução de ruído.

O Cinturato P1, o Cinturato P7 e o Scorpion Verde All Season chegam ao mercado latino-americano com uma gama completa de medidas para as mais diversas aplicações urbanas e estarão disponíveis no mercado de reposição a partir deste mês. Os produtos já nascem homologados como equipamento de série de automóveis de algumas das maiores montadoras do mundo. As medidas disponíveis, vide fichas técnicas, cobrem mais de 75% dos veículos a que os produtos são destinados para o mercado brasileiro.

O posicionamento de preço indicado para os pneus Cinturato P1 e Cinturato P7 será 3,5% superior aos seus equivalentes das linhas atuais, e para o Scorpion Verde All Season, 5%.

Redução de consumo e emissões de CO2

De acordo com a forma como é usado na cidade ou na estrada, um pneu pode ser responsável por até 20% do consumo de combustível e, consequentemente, das emissões de CO2 de um veículo devido à sua resistência ao rolamento. Esta resistência depende tanto de fatores externos ao pneu (velocidade, peso do veículo, conservação do veículo, pavimento, temperatura, calibragem semanal) e fatores internos, como estrutura, compostos e desenho da banda de rodagem.

Na concepção das novas linhas, a Pirelli interferiu nos fatores internos para melhorar a interação entre o perfil do pneu, composto e desenho da banda de rodagem. Os compostos utilizam componentes inovadores como, por exemplo, sílica e polímeros funcionais.

Estas soluções combinadas levam o Cinturato P1, o Cinturato P7 e o Scorpion Verde All Season a diminuir a resistência ao rolamento e a contribuir com uma economia de combustível no patamar de 6%, dependendo das condições de piso, aplicação, periodicidade da manutenção do veículo e calibragem dos pneus. Uma economia de 6% no consumo de combustível de um automóvel reduz as emissões de CO2 em até 10 gramas por quilometro rodado.

Considerando as condições de utilização acima, é possível também interpretar a economia para o consumidor em termos financeiros. A tabela de referência abaixo foi elaborada com base em um veículo que roda 20 mil quilômetros por ano e em condições ótimas de direção. 

Redução de consumo de combustível 6%
Tempo para compensar a diferença de preço, de quatro pneus 40 dias
Retorno ao final da vida útil 3,6 pneus (referência Cinturato P1 e Cinturato P7)
CO2 não emitido por ano 100 mil litros

 

Porém, o conceito ecológico destes produtos não se restringe somente à redução do consumo. Como as fábricas da Pirelli utilizam os mais modernos processos produtivos, durante toda a etapa de fabricação há economia de energia e água.

Segurança: menor distância de frenagem no molhado e no seco

Os três produtos foram projetados no sentido de oferecer segurança e ótima performance graças à utilização de compostos e desenho da banda de rodagem inovadores. A concepção com sulcos longitudinais profundos, que servem para aumentar a drenagem da água, e reforços nos ombros externos, que otimizam aderência lateral em todas condições de asfalto, proporciona melhor segurança em superfícies molhadas.

Em uma situação de chuva, o desenho da banda de rodagem do Cinturato P7 possibilita drenagem de 30 litros de água por segundo a 80 km/h, calculados sobre a medida 225/50 R17. Estes avanços representam melhor desempenho em curvas nas estradas, principalmente com piso molhado e distância de frenagem 4% menor a 80 km/h. Em uma estrada seca, a distância de frenagem a 100 km/h é igual ao produto atual.

Já o Cinturato P1 sobre piso molhado reduz a distância de frenagem em 3% a 80 km/h, enquanto em superfície seca a redução da distância percorrida numa frenagem a 100 km/h permanece igual ao produto correspondente.

Na chuva, o desenho da banda de rodagem do Scorpion Verde All Season possibilita drenagem de até 50 litros de água por segundo a 80 km/h, cálculos sobre a medida 255/60R17. Estes avanços representam distância de frenagem 5% menor a 80 km/h, em piso molhado. Em uma estrada seca, a distância de frenagem a 100 km/h é igual ao produto atual.

Segurança e performance

O projeto integrado destes pneus assegura um comportamento previsível na estrada e boa dirigibilidade. Os ombros reforçados, sobretudo os externos pois são de desenhos de banda de rolamento assimétricas, reduzem as deformações e aumentam o controle do motorista, graças ao melhor contato dos pneus com o asfalto. O uso de materiais de reforço, que controlam e estabilizam as deformações pelas quais o pneu passa por causa das forças que agem sobre ele, também contribuem para garantir o contato ideal da banda de rodagem com a estrada, mesmo em altas velocidades.

Redução do ruído com maior vida útil e a mesma performance

Graças ao seu projeto integrado, os três pneus oferecem uma redução de ruído percebido de 30% em comparação com pneus semelhantes, o que significa maior conforto e menor estresse ao motorista. A concepção integrada também é responsável pelo desgaste uniforme, o que permite um desempenho constante ao longo de toda a vida útil destas novas linhas, que é equivalente ao dos pneus convencionais, porém com todos os ganhos extras de performance.

Para obter o máximo de desempenho do pneu, é fundamental que o consumidor proceda à manutenção periódica corretamente, que, além da calibragem semanal, consiste do rodízio e alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros. Esses cuidados influenciam na quilometragem total, que também depende de outros fatores, como a maneira de dirigir, manutenção do veículo, conservação do piso, e escolha correta para cada tipo de aplicação.