life

Inovações tecnológicas na construção civil: casas do futuro

A evolução da casa contemporânea, é o reflexo do crescimento de uma mudança social e cultural, mas também do poder das inovações tecnológicas e do design sobre nossas vidas

Home life Inovações tecnológicas na construção civil: casas do futuro
Inovações tecnológicas na construção civil: casas do futuro

Diversos são os projetos de casa do futuro no Brasil e no mundo. A maioria das inovações tecnológicas do setor, envolvem uma visão de automação e controle robótico sobre a casa. Mas, em um outro extremo, existe um novo e forte movimento, que envolve um novo padrão arquitetônico e sua relação com o ambiente

Inovações tecnológicas na construção civil: casas do futuro

O encontro desses dois conceitos satisfaz as expectativas de uma casa do futuro: a entrega de um bom design, que equilibra tecnologia e materiais sustentáveis. 

No futuro, as casas mudam e evoluem juntamente com seus habitantes, se transformando de casas passivas em casas ativas. A tecnologia se desenvolve e se adapta. A casa deve estar em um estado permanente de evolução sócio tecnológica. 

Vamos entender um pouco dos importantes pilares que são considerados no planejamento de uma casa do futuro:

Criação e desenvolvimento de projetos de construções inteligentes
Para desenvolver e entender como viveremos no futuro, engenheiros, arquitetos e projetistas precisam examinar as megatendências que estão mudando fundamentalmente a nossa sociedade, particularmente o papel da família, o novo formato de trabalho e relação com a empresa e a sociedade do conhecimento.

A resistente sociedade industrial estabeleceu uma linha clara entre o trabalho e a vida privada. Mas, na era da sociedade do conhecimento, a fronteira não é mais tão linear. Cada vez mais vivemos e trabalhamos em casa - e também viajamos mais, o que significa novas demandas para uma arquitetura urbana mais inteligente. 

Além disso, as famílias de hoje são definidas como uma coleção de indivíduos independentes, cada um com seu próprio ritmo e padrões de consumo de mídia, capaz de gerenciar o conteúdo que mais lhe agrada.

Com esses desenvolvimentos e tendências, pesquisadores de países como Alemanha e Áustria, montaram uma base de execução de processos de construção modular: 

- Módulo Pensar: dedicado ao trabalho e escritório, que também pode transformar-se em um cinema comunitário para familiares e amigos, por exemplo.

- Módulo Cubo: É um módulo central onde é possível interagir com a família e amigos, cozinhando, comendo, lendo ou simplesmente relaxando. O centro é o ponto de encontros de interações sociais, onde os “individualistas móveis” se unem.

- Módulo Pessoas: É aí que as crianças brincam, aprendem e se desenvolvem. É um local onde filhos e agregados sempre se sentirão em casa.

- Módulo Amor: Um módulo definido e projetado separadamente para os adultos, e os ajudam a manter a privacidade e a paz. É secretamente uma segunda sala de estar.

Uma tecnologia inteligente e fácil de manusear para o controle doméstico
Você provavelmente já ouviu falar sobre a casa inteligente, há vários anos, mas é apenas recentemente que este conceito da indústria de habitação parece ter finalmente encontrado o caminho para um desenvolvimento significativo.

Quando você não está em casa, pequenas dúvidas intrigantes podem começar a rondar seus pensamentos. Eu desliguei a cafeteira? Eu configurei o alarme de segurança? As crianças estão fazendo a lição de casa ou estão assistindo televisão?

Com uma casa inteligente, você poderia acabar com todas essas preocupações com uma busca rápida no seu smartphone ou tablet. O sucesso dessas práticas está em conectar dispositivos em sua casa para que eles possam se comunicar entre si e com você. 

A operação de uma casa inteligente depende do uso de uma rede doméstica. Geralmente, é uma rede sem fio (Wi-Fi, Bluetooth ou RFID) que permite a vários dispositivos uma conexão entre si através de aplicativos apropriados que funcionam como um console administrativo.

Qualquer dispositivo em sua casa que use eletricidade pode ser colocado em sua rede doméstica e ao seu comando. Se você dá um comando por voz, controle remoto, tablet ou smartphone, a casa reage. A maioria das aplicações relaciona-se com iluminação, segurança doméstica, home theater, entretenimento e regulação da temperatura, mas existem várias outras curiosidades nos resultados da automação residencial.

As casas inteligentes usam essas ferramentas para ajudar os proprietários com feedback e informações "inteligentes", monitorando muitos aspectos de uma casa. Por exemplo, uma casa inteligente pode alimentar o gato e regar as plantas, ou despertar um morador com a notificação de um alarme de incêndio e ainda desbloquear as portas, contatar o corpo de bombeiros e iluminar com segurança o caminho para a saída.

Muitas casas novas já são construídas com a fiação específica e controles adicionais para criar uma casa inteligente, o que traz melhores custos de instalação nos imóveis. 

E as funções são inúmeras:

- Câmeras e drones rastrearão o exterior da sua casa e as imagens poderão ser acessadas a qualquer momento por um site ou aplicativo.

- Você pode controlar a temperatura de qualquer ambiente.

- Luzes de LED permitem programar a cor e o brilho diretamente do seu smartphone.

- Sensores de movimento enviarão um alerta quando houver movimento em torno de sua residência, e podem até mesmo dizer a diferença entre animais de estimação e ladrões.

- A integração de smartphones permite que você acenda ou desligue as luzes e aparelhos do seu dispositivo móvel.

- As fechaduras das portas e o portão da garagem podem ser abertos automaticamente à medida que o seu smartphone se aproxima.

- Os alertas automáticos de sistemas de segurança irão imediatamente para o seu smartphone, para que você instantaneamente saiba se há um problema em casa.

- Muitos dispositivos também possuem servidores internos integrados que permitem acessar suas informações on-line e iniciar o uso, como escolher o programa de lavagem mais apropriado em sua máquina de lavar roupa ou ajustar o calor - ou até mesmo exibir vídeo do seu sistema de vigilância.

Novos conceitos de eficiência energética para economizar tempo e dinheiro, além de poupar o meio ambiente
Tão importante quanto a aparência e o tamanho de uma casa, são as características técnicas de uma estrutura precisa, que à primeira vista podem não ser percebidas, mas influenciam a necessidade de consumo de energia. 

Para a Casa do Futuro, a questão da energia sustentável desempenha um papel importante. 

A redução do consumo de energia te deixa mais independente do abastecimento de energia das distribuidoras estatais, e consequentemente de um apagão, como já aconteceu algumas vezes pelo Brasil. Também te afasta dos futuros aumentos de preços de gás, petróleo ou eletricidade. 

Aqueles que poupam energia, economizam não só na conta de luz, mas também aumentam o valor de mercado do imóvel a longo prazo. Uma casa que poupa energia, oferece um conforto de vida elevado e um ambiente confortável.

Em muitos casos, a escolha da área já determina a forma e a orientação da obra. O projeto deve ser desenvolvido preferencialmente em local protegido do vento. Evitar sombras também é de grande importância energética ao selecionar o local.

A maneira de construir, gera impacto nas suas necessidades energéticas. As paredes exteriores, janelas e o telhado trazem calor ao meio ambiente. A gestão é, portanto, sobre a relação entre o volume da casa e sua superfície externa. Uma casa com uma construção mais compacta e simples oferece energia significativamente menor para o ambiente do que uma com grandes projeções.

Tecnologia e sustentabilidade fazem parte do mesmo conceito. A casa deve ter um reprocessador de lixo e dejetos humano, captação e reutilização de água, além de produzir energia solar e eólica. O objetivo a longo prazo é que a casa produza mais energia do que utiliza.  

Os recursos tecnológicos que as construtoras aplicam em uma casa do futuro leva ao menor uso de material, transporte e desperdício, com alta qualidade nas soluções de engenharia. Sempre com benefícios na sustentabilidade. 

Na casa do futuro, a construção não deve agredir o planeta. Talvez não haja canteiros de obras, o cimento comum será substituído por um material com maior eficiência de produção e robôs farão grande parte do processo.

O design de iluminação interior também deve ser um conceito inteligente de baixo consumo de energia e os eletrodomésticos possuem alta eficiência energética.

Mobilidade de uma vida integrada e Híbrida
O conceito de uma casa para viver e guardar seus pertences se torna obsoleto diante de tantas interferências do mundo moderno. A casa do futuro deve ser híbrida, assim como seus moradores.  Não deve haver resistência, mas sim ter a mobilidade de um mundo menos físico e mais virtual, e mesmo assim trazer toda a afetividade de um lar.

A Internet das coisas é uma frase que se refere aos objetos e produtos que estão interligados e identificáveis através de redes digitais. Essa expansão utilizada para coisas virtuais está ficando maior e melhor a cada dia. Toda a eletrônica em sua casa se torna um jogo justo para essa revolução tecnológica, da sua TV ao álbum de fotos de família. Representa a desmaterialização das coisas físicas, já que o digital pode ser transportado para qualquer lugar. 

No Brasil, existe um déficit habitacional por volta de 6 milhões de unidades. O processo construtivo tradicional, consome 75% de recursos naturais, gerando até 80 milhões de toneladas de resíduos por ano (considerando a queima de combustíveis fósseis), além de uma emissão significativa de gases do efeito estufa. 

A arquitetura e a construção civil são instrumentos que podem ajudar o processo de cura do planeta. E o principal desafio é introduzir as tecnologias da construção do futuro em casas populares, a um preço de venda acessível.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life