life

20 palavras para um novo mundo: Máscara

Uma série de palavras se infiltrou em nossa linguagem cotidiana este ano para descrever os novos tempos em que estamos vivendo. Pedimos a quatro grandes escritores – David Szalay, Rosie Millard, Paolo Gallo e Emma Dabiri – que escrevessem sobre algumas delas para nós.
O texto de hoje é de Rosie Millard, apresentadora experiente, jornalista e autora. Ela foi correspondente de arte da BBC para adecade, âncora do The Sunday Times, colunista do The Independent e escreveu quatro livros. Ela foi presidente da Hull UK City of Culture em 2017, pela qual foi premiada com um OBE, e agora é presidente do conselho de administração da instituição de caridade BBC Children in Need. Ela escreveu sobre o significado de “Máscara".

Home life 20 palavras para um novo mundo: Máscara
20 palavras para um novo mundo: Máscara

Eu adorava costurar com minha filha mais nova quando ela era pequena. Era algo que fazíamos juntas. Tudo começou com ela me ajudando a costurar etiquetas com nomes e botões. Depois eu me aventurei um pouco mais e comprei uma máquina de costura grande e pesada. Fizemos fronhas e bolsas. E então eu comprei para ela uma pequena máquina de costura vermelho-cereja e a inscrevi em um curso de costura. Em pouco tempo, eu estava preparando vestidos para ela e ela tendo aulas de costura em uma máquina profissional. Ela fez um reino inteiro de lindos casacos com apliques e até “desenhou” com uma linha especial no tecido. Então seu pai e eu nos separamos. Não fui para muito longe, mas deixei minha máquina de costura na casa da família. Sem mais etiquetas com nomes para costurar. Fiquei com a caixa de botões, na qual um dos meus filhos escreveu “Botões” com uma caligrafia infantil. Colocar meus olhos nela se tornou algo muito doloroso para mim.

Quando o lockdown veio, minha filha sugeriu que fizéssemos máscaras juntas. Acho que, como muitos jovens, ela estava ansiosa para fazer a coisa certa e cumprir os regulamentos. E como muitos jovens, ela queria que sua mãe fizesse isso com ela para que ela não tivesse sozinha toda a responsabilidade de fazer as máscaras da família. Eu fiquei bastante sensibilizada, embora provavelmente preferisse fazer algo mais divertido e menos abertamente médico – já que espero que as máscaras tenham uma vida útil de apenas alguns meses. Fui buscar minha máquina de costura pesada no carro e ela trouxe sua bolsa de retalhos e um alguns elásticos. Procuramos por um tutorial do YouTube e o seguimos passo a passo. Estávamos de novo fazendo algo que amamos juntas e me lembrei da alquimia da costura; apenas dobrando e costurando os pedaços de tecido, chegaria o momento mágico em que alguém “desdobraria” um pedaço de pano e, de repente, como uma borboleta saindo de seu casulo, sairia uma peça de roupa. É como confeitar ou ver um bolo crescer; a partir de pedaços de pano, algo novo é criado.

Fizemos máscara atrás de máscara. A minha primeira ficou ao contrário e não estava certa. Mas pegamos o jeito e fizemos oito. Minha filha estava tão competente como sempre com a máquina e eu me lembrei da diversão e da sensação de realização em usá-la para terminar uma costura. Mas o melhor de tudo foi a experiência de criar algo com minha filha sentada ao meu lado. Toda a empreitada compartilhada foi simplesmente maravilhosa. A maneira como a conversa aumenta e diminui quando ambas estavam absortas em uma tarefa; a intervenção da especialista em costura do YouTube; a diversão dela ao ver minha primeira tentativa fracassada. Foi tudo incrível e mágico.

Agora, quando uso uma das minhas máscaras caseiras, mesmo que eu ache difícil respirar e impossível me fazer ouvir quando a uso, lembro-me de nossos dias e a seguro perto do coração.

Saiba mais
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life