race

Geico US Round – Sol, brisa do mar e ronco dos motores: esse é o verdadeiro espírito das estradas da Califórnia!

O Campeonato Mundial de Superbike MOTUL FIM chega aos Estados Unidos para a nona temporada

Home race Geico US Round – Sol, brisa do mar e ronco dos motores: esse é o verdadeiro espírito das estradas da Califórnia!
Geico US Round – Sol, brisa do mar e ronco dos motores: esse é o verdadeiro espírito das estradas da Califórnia!

Um longo trajeto até o outro lado do continente americano é o que aguarda o Campeonato Mundial de Superbike MOTUL FIM, que agora está pronto para a nona temporada de 8 a 10 de julho, na pista de Laguna Seca, na Califórnia.

A pista de corrida Mazda Raceway Laguna Seca, com 3.610 metros, é palco do Campeonato Mundial de Superbike pela décima-quarta vez. Ela está localizada em uma área densamente povoada com locais interessantes para visitar, como o Condado de Monterey: distante das metrópoles mais famosas e conhecidas como San Francisco e San Diego, este lado do chamado Estado Dourado está à frente destes dois destinos, especialmente graças à alma on the road e o espírito de “cair na estrada”, que toma os milhares de visitantes que vêm aqui todos os anos para apreciar o show de tirar o fôlego propiciado pelas corridas WSBK.

Antes de seguir para Monterey, capital do Estado da Califórnia, em sua moto, visite a esplendorosa Carmel-by-the-Sea, situada a poucos quilômetros da entrada para a pista de corridas Mazda Raceway Laguna Seca. Apesar de ter poucos habitantes, esta pequena e pitoresca cidade é conhecida por artistas, poetas, escritores e atores famosos de Hollywood que moram ali - basta pensar que, durante a década de 1990, um de seus prefeitos (independentes) foi ninguém menos que Clint Eastwood...

Carmel-by-the-Sea também detém um recorde cobiçado: é uma das 3 principais cidades mais românticas do mundo, perfeita para um dia romântica – e é claro, acompanhado de sua moto.

A viagem de moto ao ar livre ao longo da costa da Península de Monterey em direção ao norte permite que os motociclistas descubram alguns dos lugares mais deslumbrantes dos EUA: em meio às dunas banhadas de sol e as grandes e verdes extensões abertas, você irá respirar o ar da liberdade.

Com vista para o Oceano Pacífico, Monterey foi fundada em 1770 e é famosa por seu passado repleto de história: ela foi o local da batalha homônima durante a Guerra Mexicano-Americana, antes de se tornar parte dos Estados Unidos da América em 1848; abriga um grande número de edifícios que testemunham o seu passado colonial, além da espetacular reserva natural marinha que caracteriza todo este lado da Costa Oeste.

Montado em sua moto, você poderá admirar a turma de surfistas que frequentam as praias locais para pegar ondas até chegar ao famoso Old Fisherman’s Wharf, um lugar que permanece exatamente como era cento e cinquenta anos atrás, de onde você poderá olhar para o horizonte e ver baleias nadando em grande número - uma experiência e tanto nesta parte do Pacífico.

Os anos 1950 são trazidos de volta à vida com as cores e as luzes brilhantes de Monterey Fairgrounds, um local de diversão genuína onde começou a história do famoso Monterey Jazz Festival. Este evento, famoso em todo o mundo, tem sido palco de diversas apresentações ao longo dos anos de artistas como Janis Joplin, Jimi Hendrix e The Who, e hoje abriga a maior feira do condado.

Percorrendo a costa com um horizonte traçado pelo contorno de edifícios vitorianos, os motociclistas terão a oportunidade de admirar as belezas naturais e a fauna local do Santuário Nacional Marinho da Baía de Monterey, uma das áreas protegidas com o maior número de espécies no mundo. Você não terá nenhuma dificuldade em vislumbrar bandos de focas em meio às rochas e enseadas, onde vivem sem ser incomodadas.

O charme do passado pode ser apreciado em Salinas, sede do condado e situada na entrada do vale homônimo, a cerca de 8 km do oceano, na zona interior imediata. Esta cidade de tamanho modesto é, na realidade, uma das maiores e mais importantes cidades agrícolas em todo os EUA, cujo desenvolvimento, que começou na metade do século 19, continuou progressivamente ao longo das décadas até os dias de hoje: uma referência disso é o seu apelido divertido, ‘a tigela de salada do mundo’.

Aqui, a paisagem muda e, aproveitando o conforto do assento de sua moto, você pode admirar grandes extensões de plantações, que se alternam com vinhedos, caracterizando fortemente os arredores, juntamente com a arquitetura Art Deco, atestando uma idade de ouro vivenciada por Salinas ao final do século 19.

Com a rugosidade avermelhada do Pinnacles National Park ao fundo, e em claro contraste com a vegetação exuberante, você vai encontrar algumas esculturas gigantes ao longo da Rodovia 68, que são o trabalho de dois artistas chamados John Cerney e Claes Oldenburg, trabalho esse que celebra os costumes e os hábitos dos habitantes locais.

Durante qualquer visita ao Estado Dourado, mesmo que breve, você não pode deixar de ir até Santa Cruz, uma das capitais do mundo... do surf. Pelas largas estradas ensolaradas que cortam a costa, você vai ter a chance de apreciar o espírito de liberdade dos surfistas que todos os dias dominam suas pranchas de cores vivas sobre as ondas do oceano, animando a costa do Pacífico.

Já bronzeado pelo sol e banhado no calor deste lado da Califórnia, agora é hora de voltar a Laguna Seca via Capitola, o mais antigo resort na costa, que ainda hoje mantém todo o seu espírito vintage graças às construções multicoloridas em madeira, perfeitamente conservadas. 

Vinte e um anos atrás, as corridas WSBK estrearam no circuito californiano: em 1995, a primeira corrida viu o australiano Anthony Gobert triunfar em uma Kawasaki à frente de Troy Corser (Ducati), com uma vantagem de 340 milésimos de segundo, e mais de seis segundos à frente do piloto da Honda Miguel Duhamel.

Ao final da prova 2, o vencedor foi Troy Corser à frente de Gobert e do americano Mike Hale em uma Honda, com o australiano mais de 17 segundos atrás.

De 2005 a 2012, a pista de Laguna Seca não sediou o Campeonato Mundial de Superbike, que retornou em 2013 com uma vitória de Tom Sykes - a primeira de um piloto britânico na Califórnia - ao final de uma prova 1 muito irregular e marcada por duas generosas bandeiras vermelhas, à frente de seu compatriota Chaz Davies e de Eugene Laverty.

Este último venceu a prova 2, cruzando a linha de chegada em primeiro lugar com uma vantagem de apenas 112 milésimos de segundo sobre Davide Giugliano, que ficou em segundo lugar e dois segundos à frente de Marco Melandri, que ficou em terceiro lugar.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
race