life

Sustentabilidade: o acordo para redução das emissões de CO2

Um acordo importante; um dos raros casos em que os interesses de uma empresa batem com os interesses de todos: a proteção do meio ambiente

Home life Sustentabilidade: o acordo para redução das emissões de CO2
Sustentabilidade: o acordo para redução das emissões de CO2

No dia 12 de dezembro, foi assinado um acordo de relevância histórica em Paris, quando 195 nações representadas na Conferência das Partes em Paris aprovaram um acordo sobre o clima exigindo a limitação do aumento da temperatura global em 1,5°, a arrecadação de US$ 100 milhões para países em desenvolvimento, bem como a revisão dos cortes nas emissões tóxicas a cada cinco anos com o objetivo de elevar as metas para redução de CO2. Esses foram os três pontos essenciais do acordo que entrará para os livros de história sob a denominação “COP21”.

Show more images

Trata-se de um acordo do qual o mundo todo precisa e que demanda uma transformação ambientalmente sustentável das economias de cada país, passando para fatos concretos e ação prática – ação esta que necessariamente envolverá a indústria do transporte, se levarmos em consideração que, só na Europa, há mais de sete milhões de veículos (caminhões e ônibus) nas estradas consumindo aproximadamente 23 milhões de pneus por ano (17 milhões de pneus novos e 6 milhões recauchutados). Ao todo, 90% de todas as mercadorias transportadas são via caminhões, os quais estão se tornando cada vez mais eficientes, silenciosos e sustentáveis, como jamais foram.

Diante desses números, e dado o desafio ambiental que traçamos para nós mesmos e que devemos superar, a questão dos pneus, também, deve ser tratada de uma maneira radicalmente nova. Temos de seguir a estrada da inovação tecnológica, produzindo pneus com níveis de desempenho em constante avanço que sejam capazes, ao mesmo tempo, de reduzir o consumo e o impacto ambiental, aumentando também a segurança. Precisamos de pneus ecológicos, recauchutados e com uma vida útil mais longa.
Trata-se de um daqueles raros casos em que os interesses de uma empresa batem com os interesses de todos, ou seja, a proteção do meio ambiente. A nova geração de pneus, com alto desempenho em termos de sustentabilidade, quilometragem e redução de custo, como a SERIE 01 da Pirelli (quando utilizada em condições ideais), possibilita economizar até 3,5% de combustível (mais ou menos 2.200 euros por ano), em comparação à versão anterior, ao passo que também reduz as emissões de CO2. E no futuro? Alguns fabricantes de pneus estimam que o custo total de propriedade de pneus para administradores de frotas estará 40% rigorosamente relacionado (direta ou indiretamente) ao pneu. A escolha do produto com melhor desempenho, o monitoramento e um controle constante e meticuloso dos pneus podem propiciar uma redução desses custos, chegando a uma economia em torno de 20% do custo total da frota.

O que se faz necessário é uma abordagem que enxergue os fabricantes de pneus como parceiros dos administradores de frota, oferecendo mais um serviço do que um produto, da recauchutagem e o monitoramento constante dos pneus até serviços de auto socorro e cibernéticos para frotas a fim de melhorar o consumo de combustível e o gerenciamento dos custos com a manutenção dos pneus. Para atingir esse objetivo, é essencial que os produtores de pneus conheçam seus clientes e suas necessidades, e que forneçam uma gama de produtos e serviços que atendam essas necessidades, desobrigando assim os administradores das frotas de todas as questões relativas a pneus e seus custos relacionados.

No futuro, os veículos terão uma interação cada vez maior com a estrada, em uma troca constante realizada entre dispositivos inteligentes e o asfalto. Essa interação otimizará os custos, reduzirá o impacto ambiental e aumentará a segurança do motorista, além de ser uma evolução da indústria, que conta com o envolvimento dos principais fabricantes de diferentes formas.

Nesse contexto, o caminho que a Pirelli está percorrendo é o Cyber Tyre, resultado de uma pesquisa de tecnologia de ponta e nascido de uma colaboração com a instituição Politecnico di Milano. O sistema Cyber Tyre consiste no protótipo de um “pneu inteligente” capaz de se comunicar com o veículo. O protótipo é equipado com um sensor eletrônico com função dupla: a de “ler” a estrada e recolher informações sobre sua superfície e de interagir com o carro via tecnologia sem fio a fim de interpretar os riscos em potencial e evitar acidentes.

Evidentemente, há dois focos principais quando se trata de veículos industriais. O primeiro diz respeito a operações com eficiência de custos (e redução da poluição), o que impulsiona as compras, ao passo que o segundo - como ocorre com toda inovação tecnológica, inclusive o Cyber Fleet - aumenta a segurança nas estradas em todos os níveis. Com efeito, tanto a segurança como o impacto ambiental geral (ou seja, não apenas o consumo e as emissões, mas também a “pegada” geral do pneu durante todo o ciclo de vida) são os objetivos do Cyber Tyre.

Mas quais são as metas do Cyber Tyre para o futuro? Como ele evoluirá no longo prazo à medida que caminhamos em direção a veículos que até 2025 poderão estar dirigindo a si mesmos pelas autoestradas? Os pneus poderiam fornecer informações sobre as cargas e margens de aderência do veículo enquanto transferem esses dados para o sistema de gerenciamento do veículo a fim de melhorar o desempenho de dispositivos com os quais já estamos familiarizados, como o ABS e o ESP.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life