life

Árvore da Vida - Albero della Vita: o Símbolo Italiano da Expo Milão

35 metros de altura, 2 metros e meio de diâmetro com uma copa de madeira com 42 metros de largura - estes são os números da Árvore da Vida: uma história de engenharia

Home life Árvore da Vida - Albero della Vita: o Símbolo Italiano da Expo Milão
Árvore da Vida - Albero della Vita: o Símbolo Italiano da Expo Milão

Em 6 meses, seus shows foram vistos por 14 milhões de pessoas, dois terços de todos os visitantes da Expo. O vídeo foi acessado 800 mil vezes no YouTube. A hashtag #treeoflife fez mais sucesso do que a #Christmastree. São apenas alguns números que demonstram o sucesso da Árvore da Vida. Assim como a Torre Eiffel, construída para a Expo 1889 em Paris, ela se destina a permanecer como o símbolo da Expo Milão 2016 pelos anos futuros. Contudo, nem todos tiveram o privilégio de ver 'por dentro' da Árvore da Vida, de se aventurar pelos 11 andares de tecnologia que dão apoio à sua grande copa de madeira, e de entender que existe uma história de engenharia por trás da copa, dos shows e da capacidade da árvore em fascinar o mundo da Expo: descubra essa história clicando no vídeo…

A visita revela uma história de engenharia em seu mais puro e verdadeiro sentido, definida como "a disciplina que estuda a aplicação do conhecimento científico às necessidades da vida civil e do desenvolvimento socioeconômico." Foi com estas ideias em mente que, em 2013, um grupo de empreendedores de Bréscia começou a imaginar, por ocasião do evento em Milão, por um lado, qual seria o símbolo certo a deixar e, por outro lado, a melhor oportunidade a ser aproveitada.

responderam Paul Franceschetti e Giancarlo Turati, respectivamente presidente e diretor administrativo do consórcio "Brescia Pride", quando perguntados por que decidiram se lançar neste empreendimento. "Brescia Pride" é a entidade sob a qual dezenove empresas de Bréscia decidiram criar o que se destinava a ser, e de fato se tornou, um verdadeiro símbolo do evento. Um empreendimento no qual, não coincidentemente, participaram duas outras organizações com fortes laços na região: a Coldiretti e a Pirelli. No caso da Pirelli, é um laço que complementa um compromisso com a inovação e com a tecnologia, e um desejo de ajudar a dar um legado tangível para a cidade. Como aconteceu, por exemplo, quando a empresa contribuiu para concluir o Metrô de Milão em 1964, fornecendo, dentre outras coisas, o piso de "bolhas" de borracha que o embeleza ainda hoje.

Show more images

Com o apoio dos outros dois patrocinadores, o consórcio de Bréscia trabalhou para transformar a ideia de Marco Balich, diretor artístico do Pavilhão Italiano, em um conceito realizável.

disse Balich no livro "Portrait of a dream", publicado para celebrar a Árvore da Vida. Depois que todas as questões burocráticas foram superadas e o projeto recebeu o sinal verde definitivo, começou a real corrida contra o tempo, que revelou a qualidade do know-how italiano. O Consórcio foi formado em 12 de dezembro de 2014, o local foi aberto em 9 de janeiro de 2015, a icônica copa de madeira foi erguida em 4 de março de 2015, e a árvore foi terminada e oficialmente entregue à Expo em 27 de abril de 2015. Em outras palavras, foi um trabalho de somente três meses para concluir uma estrutura realmente significativa em termos de dimensões e de engenharia. Uma olhada rápida por dentro e por fora da árvore basta para mostrar sua complexidade: a estrutura tem 35 metros de altura, a copa de madeira tem cerca de 42 metros de largura e está montada sobre um contratubo de aço, que por sua vez está preso a um tubo central, também feito de aço, com 2,5 metros de diâmetro. Dentro do tubo central há uma escadaria em espiral que leva a uma altura de 11 andares; os efeitos luminosos que caracterizaram os 1.260 shows apresentados pela Árvore durante a Expo foram possibilitados por 7 quilômetros de LEDs e por 25 quilômetros de cabos elétricos, mais ou menos a mesma quantidade necessária para atender a 5.000 usuários comuns. Enquanto sobem pela impressionante escadaria em espiral, Turati e Franceschetti contam os pontos principais dessa aventura: a ideia de usar madeira – a Larix da Sibéria, particularmente flexível e adequada para a estrutura sinuosa – em vez de apenas aço como planejado originalmente; a ideia de fixar a copa em um contratubo e o consequente suspense sentido no dia em que foi finalmente içada para o alto - lá de onde, até os últimos dias da Expo, pode-se observar a grande multidão reunida abaixo. Uma imagem que resume o êxito da Expo e entrega seu símbolo à cidade. Missão cumprida.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life