life

A aventura de Ferruccio:
a história da Lamborghini nos livros

Os fãs dos carros de Sant'Agata Bolognese estarão convencidos de que já sabem tudo o que há para saber sobre a história da Lamborghini. Mas há alguns livros imperdíveis para investigar este caso apaixonado ainda mais

Home life A aventura de Ferruccio:
a história da Lamborghini nos livros
A aventura de Ferruccio:
a história da Lamborghini nos livros

A notícia sempre foi que o nascimento da Lamborghini Automobili remonta à 'faísca' emitida durante uma fila (o que realmente aconteceu, por sinal) durante as quais as queixas levantadas por Ferruccio Lamborghini, na época um industrial estabelecido de Ferrara que construiu tratores, caldeiras e condicionadores de ar, sobre o seu desapontamento com o 250 GT, foram recebidos pela Ferrari chamando-o de mero “motorista de trator” e totalmente incompetente quando se tratava de carros. Ferruccio não deixou isso passar e deu origem a uma ideia que vinha pensando há algum tempo, de criar uma produção de carros para complementar os tratores mundialmente famosos.

A aventura começou em 7 de março de 1963 e os dois primeiros modelos foram relativamente bem sucedidos, mas então, em 1966, o Miura, projetada por Marcello Gandini, fez sua estreia. E foi isso. O resto é uma história que a partir de 1972 continuou sem seu fundador, em meio a problemas notáveis, até a compra em 1998 por parte da Audi que primeiro lhe deu estabilidade e depois sucesso com carros como o Gallardo, Huracán e Urus. E essa história também foi abordada em vários livros.

A aventura de Ferruccio: a história da Lamborghini nos livros

A história contada por seu filho Tonino

Um dos livros mais curiosos sobre a montadora de carros de Sant'Agata Bolognese não fala sobre carros, mas sim tratores, e foi lançado em 2018 por Giovanni Musi: "Ferruccio Lamborghini. I trattori" (Minerva Edizioni) onde os leitores vão encontrar tudo, e nós realmente queremos dizer tudo, sobre a produção que a fez famosa mundialmente. A biografia mais escrupulosa, e não apenas porque seu filho Tonino a escreveu, pode ser encontrada no livro intitulado "Ferruccio Lamborghini. La storia ufficiale", que foi lançado em 2016 para Minerva Edizioni, cem anos após o nascimento do fundador. Sobre o centenário da marca, um livro singular foi lançado em 2014, intitulado "Lamborghini. 100 anni di innovazione in metà del tempo" (Skira Editore): os escritores Luca Molinari e Raffaello Porro escreveram seis capítulos (A história, a inovação tecnológica, o design, o povo, a imagem, o futuro) para fornecer um esboço de um projeto industrial e cultural único, de acordo com os desejos do fundador. E contém 200 fotografias coloridas verdadeiramente atraentes.

Miura, o ícone

No que diz respeito aos modelos, que são apenas alguns, mas definitivamente extraordinários, há um excelente volume em inglês chamado "Lamborghini Supercars 50 Years" (Motorbooks International, 2016), escrito por um par de especialistas, o autor Stuart Codling e o fotógrafo James Mann, que "conta a história" em detalhes de todos os modelos da Make, da Miura ao Huracán. A primeira permaneceu no coração dos fãs de carros esportivos dos anos 1960 até os dias atuais, tanto que em 2016 a poeta Antonella Monti escreveu "Miura come musa" (Minerva Edizioni), uma coleção de poemas dedicados à lenda das quatro rodas e ao homem que conseguiu realizar seus sonhos por pura tenacidade.

Objeto artístico

Outro livro interessante é "Automobili Lamborghini". Velocità e colore dal 1963 ad oggi (Artioli 1899, 2016) em que Daniele Buzzonetti celebra a arte automotiva da marca baseada em Bolonha, por meio de outra forma de arte, as pinturas de Alfonso Borghi. Um pintor que, como Lamborghini, nutriu sua criatividade em Emilia. Um dos livros mais recentes foi apresentado em novembro de 2019, escrito pelo especialista Antonio Ghini e editado por Rizzoli: "Lamborghini - Pomba. O Perché. Chi. Quando. Cosa." Essas 224 páginas estão repletas de anedotas e fatos sem precedentes e formam uma pequena enciclopédia dos personagens e modelos que fizeram história na Lamborghini. E por que Ferruccio Lamborghini escolheu o touro como símbolo da nova marca? Certamente, traz à mente força e lembra o "solo" que sempre foi importante para o fundador, mas foi simplesmente porque Touro era seu signo.

Saiba mais
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life