LINHA DE PNEUS PARA F1®

DESEMPENHO E TECNOLOGIA

Conforme as regulamentações estabelecidas pela FIA (Fédération Internationale de l’Automobile), a Pirelli fornecerá dois tipos diferentes de pneus projetados para dois tipos diferentes de uso. O primeiro tipo de pneu foi concebido para superfícies secas, ao passo que o segundo é para as molhadas.

PNEUS SLICK

Os pneus destinados a pistas secas, conhecidos como slicks, são caracterizados por um padrão de banda de rodagem desprovida de rebaixos ou sulcos. Esses pneus são apresentados em cinco compostos: ultramacio, supermacio, macio, médio e duro. Os diferentes compostos indicam que os pneus, de acordo com o tipo de asfalto, se enquadram bem em uma ampla variedade de circuitos, quantidade e nível de dificuldade das curvas, bem como velocidade máxima nas retas. Isso permite que as equipes utilizem uma ampla gama de estratégias.

PNEUS PARA CHUVA

Os pneus para chuva, caracterizados por ranhuras na banda de rodagem, são divididos em dois tipos: pneus intermediários e pneus para chuva intensa. Os pneus projetados para condições de chuva intensa podem ser facilmente reconhecidos pelas ranhuras profundas na banda de rodagem e saídas para escoar a água no asfalto molhado. Os intermediários apresentam sulcos menos profundos e são projetados para superfícies um pouco molhadas, bem como sob condições meteorológicas incertas.

ULTRAMACIO ROXO

É um novo pneu da marca feito para este ano, projetado como um composto com baixa operabilidade para uso em circuitos estreitos e com bastantes curvas, cuja ênfase recai sobre a aderência.

Por serem extremamente macios, concebidos para serem mais moles que os supermacios, esses pneus aquecem muito rapidamente e atingem um excelente pico de desempenho; em contrapartida, eles possuem vida útil relativamente limitada. O pneu ultramacio não é destinado a treino de classificação, mas está prestes a ser usado para tal, com algumas possíveis aplicações para ele disponíveis também durante as corridas.

Suas marcações na cor roxa foram escolhidas como resultado de uma campanha inovadora nas mídias sociais, em que os fãs votaram em sua cor preferida.

SUPERMACIO VERMELHO

O segundo composto mais macio na linha de pneus é ideal para circuitos lentos e com bastantes curvas, especialmente em condições climáticas frias em que se faz necessária a máxima aderência.

Os supermacios se beneficiam de um tempo de aquecimento extremamente rápido, o que os torna ideais para o treino de classificação também, mas o outro lado da moeda para essa importante característica é, logicamente, o maior desgaste.

É um composto para baixa operabilidade.

MACIO AMARELO

É um dos pneus mais frequentemente utilizados na linha, que se sobressai por um equilíbrio muito bom entre desempenho e durabilidade, com ênfase no desempenho.

É um pneu que tende a ser utilizado para fins de velocidade em detrimento de longas distâncias, mas é capaz de dar às equipes uma vantagem competitiva tanto no início da corrida, quando o carro está com tanque cheio, quanto como um “sprint” no final.

É um composto para alta operabilidade.

MÉDIO BRANCO

Em teoria, é o pneu mais perfeitamente equilibrado dentre todos, com uma combinação ideal entre desempenho e durabilidade.

Como resultado disso, é extremamente versátil, mas muitas vezes muito útil em circuitos cuja tendência é a alta velocidade, temperatura e cargas de energia.

É um composto para baixa operabilidade.

DURO LARANJA

O pneu mais duro na linha da Pirelli é projetado para os circuitos que apresentam as mais altas cargas de energia nos pneus, com curvas rápidas ou superfícies abrasivas, e são muitas vezes caracterizados pelas altas temperaturas ambientes.

O composto demora mais para aquecer, mas oferece máxima durabilidade, o que frequentemente significa que desempenha um papel fundamental na estratégia de corrida.

É um composto para alta operabilidade.

INTERMEDIÁRIO VERDE

Os intermediários são os mais versáteis dos pneus de chuva, dispersando em torno de 25 litros de água por segundo em velocidade máxima.

Podem ser usados em uma pista molhada, bem como naquela que está secando.

CHUVA AZUL

Cada pneu para condições extremas pode dispersar até 65 litros de água por segundo em velocidade máxima, o que faz com que esses pneus sejam a solução mais eficaz para chuva forte.

As evoluções mais recentes do Cinturato Blue significa que é também eficaz em uma pista que está secando, com aumento da durabilidade. O resultado desse trabalho intensivo no pneu de chuva é o aumento da dirigibilidade em uma ampla variedade de condições.

No início de 2016, a Pirelli realizou o primeiríssimo teste específico em pneus para pista molhada com maquinário atual da Fórmula 1, em Paul Ricard, na França, para aprimorar o desenvolvimento dos mais atuais pneus para chuva. Isso tem sido de extremo valor na determinação das últimas evoluções.