POR QUE ESCOLHEMOS OS PNEUS

•  Pela primeira vez desde a Áustria, os três compostos mais macios da gama foram nomeados para o Grande Prêmio da Rússia deste fim de semana: C3 como P Zero Branco duro, C4 como P Zero Amarelo médio e C5 como P Zero Vermelho macio. Esta é a mesma indicação que foi feita na Rússia na temporada passada, quando o evento foi realizado em época semelhante do ano.
•  Sochi é uma pista de baixa severidade e a superfície tem amadurecido constantemente desde que o asfalto foi originalmente colocado há quase uma década. Como resultado, a borracha mais macia da gama P Zero é a escolha perfeita para a pista russa.
•  O clima deve ser bastante ameno nesta época do ano, ajudando assim a reduzir a degradação térmica, embora este aspecto esteja mais relacionado ao layout e rugosidade da pista.

CARACTERÍSTICAS DA PISTA

•  As curvas localizadas ao redor do Parque Olímpico de Sochi são geralmente de velocidade lenta a média, com uma série de curvas de 90 graus. Em geral, o circuito é focado em tração e frenagem, por isso tem limitação traseira. A curva mais exigente (e a única com limitação dianteira) é a Curva 3: uma curva multitangencial para a esquerda, que é semelhante em alguns aspectos à famosa Curva 8 de Istambul, na Turquia, que é o próximo Grande Prêmio do calendário.
•  As equipes tendem a ter pressão aerodinâmica média a baixa, devido às retas bastante longas de Sochi, que enfatizam a aderência mecânica dos pneus.
•  A pista não é muito usada durante a temporada, por isso costuma ser particularmente “verde” e escorregadia no início do fim de semana. Isso, às vezes, pode fazer com que os pneus deslizem ao invés de aderirem, especialmente durante as sessões de treinos livres de sexta-feira, mas, como foi o caso no ano passado, a granulação geralmente se reduz entre os treinos livres e a corrida devido à evolução da pista.
•  A Rússia tem sido tradicionalmente uma corrida de uma parada, e isso também aconteceu majoritariamente no ano passado. Os dois primeiros colocados usaram uma estratégia de pneu médio a duro, mas havia muita variação mais abaixo no grid, com alguns pilotos começando com macios e três competidores usando todos os três compostos em uma parada dupla.

FÓRMULA 2 E FÓRMULA 3: O QUE ESPERAR

Excepcionalmente, tanto a Fórmula 2 quanto a Fórmula 3 terão corridas em Sochi, após uma mudança de calendário para a Fórmula 3, que agora hospeda sua rodada final (de sete) no circuito russo. A Fórmula 2 terá a sexta das oito rodadas durante o mesmo fim de semana, com o P Zero Amarelo médio e o P Zero Roxo sendo indicados. Esta é a mesma indicação que será usada nas duas rodadas finais, e também a mesma indicação da F2 na Rússia no ano passado. A Fórmula 3 retorna a Sochi pela primeira vez desde 2019 (quando Robert Shwartzman conquistou o título em seu território) com o pneu P Zero Branco duro. Com os dois campeonatos e seis corridas ocorrendo entre Fórmula 2 e Fórmula 3 neste fim de semana, bem como a Fórmula 1, a Pirelli trará mais de 3.500 pneus em Sochi.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“Vimos no passado que houve muitos pensamentos estratégicos diferentes, com todos os três compostos aparecendo no grid no início da corrida, e táticas variadas durante o Grande Prêmio. No ano passado, o macio C5 teve um desempenho melhor do que o esperado e os níveis de granulação foram reduzidos em todos os compostos entre os treinos livres e a corrida, devido à alta evolução da pista. No passado, alguns pilotos até tentaram uma mudança antecipada para o composto mais duro com o objetivo de irem até o fim, mas no ano passado isso não foi possível, enquanto agora o asfalto amadureceu e não está tão liso como anteriormente. Com a borracha extra na pista devido ao calendário muito cheio de corridas de apoio desta vez, a evolução da pista e a aderência devem ser ainda mais reforçadas”.

OUTRAS NOTÍCIAS DA PIRELLI

•  A rodada final do GT World Challenge Sprint Cup equipado com a Pirelli acontece no mesmo fim de semana que o Grande Prêmio da Rússia, no circuito permanente de Valência, na Espanha.
•  O Campeonato Mundial de Rali – fornecido exclusivamente pela Pirelli – anunciou que a rodada final deste ano acontecerá no Rali de Monza de 19 a 21 de novembro, usando etapas localizadas dentro e ao redor da casa do Grande Prêmio da Itália.
•  A Pirelli recentemente exibiu seu primeiro pneu para carro de passeio com certificação FSC (Forest Stewardship Council) no Salão Internacional do Automóvel de Munique, criado com ênfase na produção sustentável.