POR QUE ESCOLHEMOS OS PNEUS
    · Depois de uma pausa de mais de três meses desde Melbourne, na Austrália, a temporada de 2020 finalmente começa com a escolha dos pneus que sempre foi planejada para a Áustria: C2 como o P Zero branco duro, C3 como o P Zero amarelo médio e o C4 como o P Zero vermelho macio.
    · Esta definição de pneus valerá para ambas as corridas na Áustria, que serão disputadas em fins de semana consecutivos pela primeira vez, como parte do calendário revisado da Fórmula 1 em 2020.
    · Os pilotos já têm experiência nesta escolha para a Áustria, já que os mesmos compostos foram selecionados para o Red Bull Ring no ano passado. Como lembrete, a especificação técnica de toda a linha de pneus Pirelli de Fórmula 1 de 2020 também é idêntica à especificação utilizada em 2019.

CARACTERÍSTICAS DA PISTA

    · O Red Bull Ring, o descendente do famoso Österreichring, consiste em uma volta curta, mas cheia de ação, com asfalto liso com muitas subidas e descidas. É tudo sobre tração e frenagem: além de evitar o tráfego na qualificação. A volta curta também significa que a diferença de desempenho entre os compostos deve ser muito pequena.
    · Com ambas as corridas sendo realizadas no início de julho, a temperatura ambiente deve ser alta. No entanto, a localização da pista nos alpes significa que o clima variável também pode se tornar uma possibilidade.
    · No passado, esta prova tem sido tradicionalmente marcada por ser de apenas uma parada nos boxes. A maioria das curvas é para a direita, mas as duas mais exigentes são, na verdade, para a esquerda: o que significa que os pneus entram nelas relativamente frios cada vez.
    · O circuito localizado em Spielberg gerou bolhas em pneus nas edições passadas, especialmente quando estava mais quente. Em 2019, com a introdução da especificação dos pneus para aquele campeonato, esse fenômeno foi bastante reduzido. Isso aconteceu particularmente no eixo traseiro, mesmo que as temperaturas tenham sido consideravelmente mais altas do que as enfrentadas em 2018.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“Depois de uma longa e forçada pausa, estamos animados para finalmente voltar à competição! O Grande Prêmio da Áustria deste ano terá um olhar ligeiramente diferente, sem espectadores e com medidas especiais contra a Covid-19. Na verdade já estávamos implementando alguns desses procedimentos no Grande Prêmio da Austrália, em março, então operacionalmente temos alguma experiência anterior dessas circunstâncias incomuns. Os pneus são exatamente os mesmos do ano passado, então provavelmente o maior elemento variável será a ‘ferrugem’ que equipes e pilotos podem ter acumulado depois de tanto tempo longe de um fim de semana de corrida. Para voltar à velocidade, algumas equipes, recentemente, participaram de testes com carros usados dois anos atrás ou tiveram dias de filmagem com os atuais. Em ambos os casos, estes correm com pneus especiais que estão muito longe da especificação da corrida, então todos começam novamente neste fim de semana em um campo de jogo absolutamente nivelado”.

OS PNEUS ESCOLHIDOS PARA ESTA TEMPORADA

OUTRAS NOTÍCIAS DA PIRELLI
    · A segunda corrida no Red Bull Ring se chamará Fórmula 1 Pirelli Grosser Preis der Steiermark. É uma das duas corridas anunciadas até agora, juntamente com a primeira corrida em Silverstone, na Inglaterra, com o patrocínio principal da Pirelli.
    · Os pilotos terão a mesma alocação de pneus em cada evento: dois conjuntos de duros, três conjuntos de médios e oito conjuntos de macios. Os compostos exatos utilizados variam de corrida para corrida, como de costume, para se adequar às características da pista.
    · Os pneus de 18 polegadas da Pirelli para a Fórmula 2 também serão vistos em competição pela primeira vez, à medida que o campeonato começa na Áustria. O Red Bull Ring também sediará as rodadas iniciais do campeonato de Fórmula 3 equipado com Pirelli, que permanece com pneus de 13 polegadas.