COM A EXTENSÃO DA PARCERIA COM A DORNA WSBK ORGANIZATION POR MAIS TRÊS ANOS, A UNIÃO NASCIDA EM 2004 ENTRE A PIRELLI E A COMPETIÇÃO TERÁ UMA COLABORAÇÃO ÚNICA DE VINTE ANOS NO MOTOCICLISMO

EM RESPOSTA À EVOLUÇÃO DAS MÁQUINAS SUPERESPORTIVAS E CONFIRMANDO O PAPEL DA PIRELLI COMO FABRICANTE LÍDER DE PNEUS NO CENÁRIO INTERNACIONAL DE CORRIDAS, A PARTIR DE 2020, TODAS AS CLASSES DO WORLDSBK CHAMPIONSHIP USARÃO PNEUS SLICKS DIABLO™ SUPERBIKE

NA CATEGORIA WORLDSBK, AS MEDIDAS MAIORES DE PNEUS SE TORNAM A NOVA REFERÊNCIA, ASSIM COMO O PNEU TRASEIRO 190/60 PARA O WORLDSSP E A MUDANÇA PARA PNEUS SLICKS TAMBÉM ENVOLVERÁ GRADUALMENTE OS CAMPEONATOS NACIONAIS DOS QUAIS A PIRELLI PARTICIPA. A OPÇÃO SCX ENTRARÁ NA GAMA E TAMBÉM ESTARÁ DISPONÍVEL NO MERCADO

A Pirelli foi confirmada pela Dorna WorldSBK Organization como fornecedora oficial de pneus para todas as categorias do Campeonato Mundial de Superbike MOTUL FIM até o fim da temporada 2023. De acordo com o promotor e organizador da competição e com a FIM, a Federação Internacional de Motociclismo, a empresa italiana de pneus estendeu, conforme as condições contratuais, o atual contrato de fornecimento, que iria expirar em 2020, por mais três temporadas.

A Pirelli, em acordo com a Dorna e a FIM, também anuncia que, a partir de 2020, todas as categorias do Campeonato WorldSBK usarão exclusivamente pneus slicks DIABLO™ Superbike. Isso significa que, a partir da próxima temporada, WorldSSP e WorldSSP300 e a recém-nascida Yamaha R3 bLU cRU European Cup também terão a tecnologia e o desempenho máximos oferecidos pelo principal produto da linha Pirelli, que substituirá o pneu DIABLO™ Supercorsa SC usados ​​nessas classes.

Roberto Righi, vice-presidente executivo comercial Moto & Velo da região EMEA da Pirelli comentou a renovação do contrato: “O esporte a motor é historicamente uma parte importante do DNA da nossa empresa e a parceria da Pirelli e com o  Campeonato Mundial de Superbike da FIM representa, sem dúvida, uma das colaborações de maior longevidade e sucesso na história. Essa renovação oferece continuidade à nossa estratégia corporativa, que nos últimos anos, permitiu a Pirelli se estabelecer como referência absoluta no segmento de competições. Com este acordo, a Pirelli também reafirma sua confiança na Dorna, organizadora e promotora do evento, garantindo que, juntos, possamos continuar a oferecer e desenvolver um Campeonato Mundial que atenderá aos pilotos, equipes e, é claro, aos fabricantes de motocicletas que, como a Pirelli, continuarão a reconhecer, no campeonato, uma excelente plataforma para desenvolver e promover seus produtos.”

Marc Saurina, diretor executivo da área comercial, marketing e mídia descreve:Ter a Pirelli conosco até 2023 é uma notícia excelente para o campeonato. Atingir o marco de ter fornecedor de pneus exclusivo mais longevo do mundo mostra realmente que esse é um relacionamento forte e sólido. 2023 marcará a 20ª temporada desta parceria de sucesso. Fornecer para todo o paddock do WorldSBK os pneus Pirelli e continuar vendo o desenvolvimento na vanguarda da tecnologia de pneus é realmente algo que eu e todos nós damos as boas-vindas. Estou ansioso pelo nosso futuro juntos.”

Iniciada em 2004 e inicialmente projetada para conter os custos gerais da execução do campeonato, a parceria técnica estabelecida entre a Pirelli, a Federação, promotor, equipes e pilotos representou o primeiro exemplo de pneu exclusivo na história das principais competições de corrida. Agora, depois de quase vinte anos, provou ser uma escolha vencedora seguida por outros campeonatos de duas e quatro rodas, porque oferece a todos os pilotos e equipes as mesmas oportunidades de competir pela vitória, com um suprimento de pneus justo e idêntico para todos.

Desde o início de seu envolvimento no Campeonato Mundial, a Pirelli não se restringiu a desempenhar o mero papel de fornecedor único de pneus, mas tem sido um parceiro ativo do campeonato, contribuindo para a identidade e peculiaridades que sempre o distinguiram de outras competições de motos, aplicando também aos pneus a filosofia de ‘produção’ de motos de série. Portanto, a Pirelli opta por não fornecer soluções de protótipo ao campeonato, mas por pneus que podem ser comprados no mercado. E, mantendo-se fiel a essa filosofia, a empresa de pneus de Milão continuou inovando tecnologicamente e ditando a nova geração de pneus de corrida usados ​​em todo o mundo. Em 2013, pela primeira vez na história, a Pirelli abandonou os pneus de 16,5 polegadas a favor dos novos de 17″, uma medida comumente utilizada por motociclistas de rua. Em 2018, o início de um desenvolvimento destinado a reescrever os parâmetros do mundo dos pneus para competição: a mudança para medidas maiores, com a dianteira usando 125/70 e a traseira 200/65, que a partir do próximo ano se tornará a medida padrão do WorldSBK.

Além disso, a escolha da Pirelli, que sempre ditou tendências, em fazer com que o WorldSSP, o WorldSSP300 e a nova Copa da Europa Yamaha R3 bLU cRU utilizem pneus slicks é o resultado da estratégia da marca para responder às mudanças do mercado. E, ainda, é uma resposta à evolução do desempenho das modernas máquinas de supersport de média e pequena cilindrada.

O objetivo da Pirelli é envolver gradualmente os campeonatos nacionais em que participa, oferecendo o mesmo produto que será usado nos campeonatos mundiais. De fato, as soluções slicks não são capazes apenas de garantir um melhor desempenho do que os pneus com ranhuras, permitindo que os motociclistas explorem todo o potencial de suas máquinas e também se tornem uma nova referência para todos os motociclistas e pilotos amadores que gostam de usar sua própria motocicleta na pista, participando de track days.

No WorldSBK, todos os pneus estarão nas medidas 200/65 na traseira e 125/70 na dianteira, e, de acordo com as regras, as motociclistas poderão usar, no máximo, 11 pneus dianteiros e 13 traseiros para cobrir todo o fim de semana de competição.

No WorldSSP, além da transição dos pneus com ranhuras para os slicks, os pilotos poderão contar com uma nova medida no composto traseiro de 190/60. Esta evolução seguiu a dos modelos de competição, maiores que os 180/60 usados ​​até agora e que o 180/55 comumente usados nas motos de rua. Em termos de quantidades, eles poderão usar no máximo oito pneus dianteiros e nove traseiros, durante o fim de semana. Além disso, em todas as corridas, sempre haverá duas alternativas para a dianteira, os modelos SC1 e SC2, e duas para a traseira, os modelos SC0 e SC1, mesmo que a Pirelli se reserve ao direito de substituir uma solução padrão por uma solução de desenvolvimento durante a temporada.

No WorldSSP300, com a transição para slicks, as quantidades disponíveis para os pilotos não serão afetadas: três para dianteira e três para a traseira. Os compostos também permanecerão com as medidas inalteradas: 110/70 no composto SC1 na frente e 140/70 no composto SC1 ou SC2 (de acordo com o circuito) na parte traseira.

Por fim, recebendo os inúmeros pedidos de clientes, pilotos e promotores de campeonatos em todo o mundo – como o CIV (Campeonato Italiano de Velocidade), no qual os pilotos já tiveram a oportunidade de testá-lo, a Pirelli decidiu que a solução traseira do SCX, introduzido este ano apenas no Campeonato Mundial de Superbike da MOTUL FIM como uma opção extra macia de pré-qualificação para ser usada durante o Superpole®, mas também utilizável para as corridas, passará a fazer parte da linha DIABLO™ Superbike e estará, portanto, disponível para todos os campeonatos, pilotos profissionais e amadores que desejam usá-lo.

“Eu acompanho este campeonato pela Pirelli desde o início de nossa aventura como fornecedor de pneus únicos para todas as classes”, disse Giorgio Barbier, diretor de motorsports de motocicletas da Pirelli, “Estou satisfeito com essa renovação porque nos permitirá continuar trabalhando para oferecer aos pilotos, assim como a todos os motociclistas do mundo, o melhor desempenho possível nos pneus de corrida de motocicletas. A partir do próximo ano, com a troca de pneus slicks para todas as categorias, veremos melhoras significantes de performance. Em particular, o WorldSSP certamente se beneficiará de alterações no perfil frontal, com compostos e estrutura novos, enquanto a nova medida traseira 190/60 trará a classe para o desempenho das Superbikes de alguns anos atrás. O uso de pneus slicks ajudará a não provocar o desgaste do pneu em sessões matinais historicamente mais frias, graças também ao desenvolvimento de um composto traseiro SC2 dedicado que será alterado com o SC1.”

A extensão do contrato no papel de fornecedor de pneus únicos para o Campeonato Mundial de Superbike MOTUL FIM é parte integrante do compromisso e do envolvimento da Pirelli no mundo das corridas. A Pirelli é fornecedora exclusiva de pneus do Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA® desde 2010 e está historicamente envolvida no Campeonato Mundial de Rally, no Campeonato Mundial de Motocross da FIM, no Campeonato Mundial de Endurance da FIM e em todas as competições de motor de quatro e duas rodas mais prestigiadas, além de em vários campeonatos nacionais. Entre as motos, para citar apenas algumas, estão o Campeonato Britânico de Superbike, CIV (Campeonato Italiano), Superbike IDM (Campeonato Nacional Alemão), FSBK (Campeonato Nacional Francês) e o Campeonato Brasileiro de Superbike.