O QUE APRENDEMOS DO TL1 E TL2

  •  Apesar dos compostos nomeados para a Rússia serem um nível mais duros do que os usados no ano passado, os tempos de volta foram realmente mais rápidos do que seus equivalentes de 2018. Resultado este em consonância com a tendência que temos visto frequentemente este ano.
  •  Além disso, não houve casos de esfarelamento que vimos no composto hipermacio do ano passado.
  •  As condições climáticas foram razoavelmente amenas e nubladas durante a maior parte do dia, com temperatura ambiente e da pista de cerca de 24 e 28 graus centígrados, respectivamente, na parte da tarde.
  •  No entanto, a previsão do tempo é de chuva para amanhã, começando hoje à noite. Isso significa que a coleta de informações sobre todos os três compostos lisos hoje foi crucial, pois pode não haver a oportunidade no sábado.
  •  Embora Sochi tenha reputação de ser uma pista muito lisa, na realidade não é tão simples. Há uma grande diferença entre a rugosidade micro e macro. Este é um aspecto da pista que a torna única no calendário.
  •  Até agora, a diferença de desempenho entre os compostos médio e macio é de cerca de seis décimos de segundo, com diferença similar entre os compostos médio e duro.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“O fato de que vimos tempos de volta mais rápidos do que no ano passado, apesar de escolhermos pneus mais duros, mostra que esta foi a seleção correta para Sochi, no que é muito provável que seja uma corrida de uma parada nos boxes. Tendo três equipes diferentes nos três primeiros lugares do TL2, com a Ferrari sendo mais rápida na parte da manhã e a Red Bull na parte da tarde, isso sublinha o quão as equipes estão estreitamente combinadas em termos de desempenho. Entretanto, a ação do fim de semana deve ser influenciada pesadamente pelo tempo, com chuva esperada para hoje à noite, que poderia persistir até amanhã, com uma corrida com tempo seco no domingo. Isso significa que as equipes se concentraram em coletar o máximo de dados possíveis hoje usando todos os três compostos. Cada um deles pode desempenhar um papel importante na corrida, dependendo da estratégia escolhida”.

Treino Livre 1 – Melhores tempos

Treino Livre 2 – Melhores tempos

Treino Livre 1 – Melhor tempo por composto

Treino Livre 2 – Melhor tempo por composto

Maior número de voltas por composto

Estatísticas dos pneus

* O número acima indica a quantidade total de quilômetros percorridos hoje no TL1 e TL2, com todos os pilotos combinados.
** Por composto, todos os pilotos combinados.