Pela primeira vez a linha Pirelli Collezione, composta por pneus para carros clássicos com tecnologia moderna, estabeleceu um recorde mundial fazendo o maior número de curvas fechadas em 12 horas de pilotagem. O recorde alcançado foi com um Mazda MX-5 de primeira geração em seu 30º aniversário em um teste organizado pela Mazda Motors GmbH da Alemanha.

O RECORDE MUNDIAL

A pilotagem para o recorde começou em 17 de julho de 2019, às 19h00, na Kaunertaler Gletscherstraße (Glacier Road), no Tirol austríaco, sob a supervisão estrita do Instituto de Recordes de Hamburgo, na Alemanha. Ao volante do roadster estavam o piloto Cyndie Allemann, o piloto da MX-5 Cup, Jan Spieß, o piloto de testes da Auto Bild, Stefan Novitzki e o piloto de rali Niki Schelle, que alteraram a direção cada hora. Após 12 horas, a equipe completou exatamente 2.900 curvas fechadas, superando em muito os 1.500 necessários para o registro do recorde. A estrada austríaca panorâmica tem 26 quilômetros de extensão e possui 29 curvas no total, tudo isso com uma mudança de altitude de quase 1.500 metros, começando a 2.750 metros, na geleira Kaunertal.

UM PNEU MODERNO PARA CARROS VINTAGE

O Mazda MX-5 foi equipado com um conjunto de P Zero Asimmetrico Pirelli 205/50 ZR15 86W da linha Pirelli Collezione para carros clássicos. Jörg Schäfer, chefe de testes de pilotagem e testes dinâmicos instrumentais da Pirelli Alemanha, disse: “Este pneu, fabricado com tecnologia de corrida, apresenta exatamente o alto desempenho necessário para o recorde em termos de força, durabilidade, aderência, precisão de direção, desempenho e segurança em estradas molhadas. A banda de rodagem do P Zero Asimmetrico é do padrão original do pneu P Zero, que tem sido muito bem-sucedido por mais de três décadas. Esta banda de rodagem foi usada para carros de rali desde 1986, sob um nome diferente, e seu design é otimizado para altas cargas laterais”.

Para produzir o P Zero Asimmetrico para o Pirelli Collezione, os engenheiros da Pirelli usam processos de construção modernos e compostos atualmente usados em pneus com ultra desempenho para suportar as cargas extremamente altas nas curvas.

UMA CORRIDA VIRTUAL ANTES DO RECORDE

Para avaliar a durabilidade da estrutura do pneu antes do recorde mundial, especialistas da Pirelli registraram o perfil da rota da Kaunertal Gletscherstraße no computador e a traduziram em um programa de teste digital. Depois disso, os pneus foram testados fisicamente em um laboratório interno para obter a máxima aceleração lateral, tanto em linha reta como em uma variedade de curvas por 18 horas. A carga da roda também foi testada repetidamente em 150% de sua capacidade máxima.

Para mais fotos em alta resolução, acesse o link: https://we.tl/t-ydLjuqDP2i