Equipes se concentram nos pneus macios e supermacios durante os treinos livres em Hockenheim

A diferença entre os dois compostos é de cerca de 1,5 segundo

A temperatura da pista não passou dos 40ºC na segunda sessão e variações climáticas ainda são esperadas

As equipes se concentraram nos compostos P Zero Vermelho supermacio e no P Zero Amarelo macio na Alemanha. Os pneus médios, que também foram selecionados para este fim de semana em Hockenheim, foram pouco usados na primeira sessão de treinos livres.

Com cerca de 1s5 de diferença entre esses dois compostos, o supermacio provavelmente será o pneu utilizado pelos pilotos da frente do grid no treino classificatório amanhã. Essa diferença de tempo aumentou em relação à marca de 1s3 vista na primeira sessão de treinos livres. Possivelmente, isso aconteceu porque as equipes otimizaram suas performances com o supermacio na parte da tarde, concentrando-se em simulações para a corrida e para o treino classificatório.

As duas sessões de treinos livres de hoje foram particularmente importantes, uma vez que Hockenheim ficou fora do calendário da Fórmula 1 por dois anos. Isso significa que as equipes tiveram que refazer suas bases de dados, a partir da atual geração de carros, muito mais potentes. Na parte da manhã, a pista se mostrou escorregadia e alguns pilotos chegaram a ter estágios iniciais de granulação. Mesmo assim, a maioria deles superou por ampla margem os tempos da primeira sessão de treinos livres de Hockenheim em 2014. A melhor volta foi mais de um segundo mais rápida do que a pole de 2014. Um resultado significativo, uma vez que foram utilizados os mesmos compostos (macio e supermacio) de dois anos atrás. Essa situação é inédita neste ano, pois, nas corridas anteriores, os pneus selecionados foram mais macios do que os do ano passado.

Essa tendência se manteve na segunda sessão. Os seis pilotos mais rápidos registraram tempos melhores do que a pole de 2014. Exatamente como aconteceu na primeira sessão, Nico Rosberg levou a melhor sobre Lewis Hamilton. A temperatura da pista não passou dos 40º C durante a tarde, mas as típicas variações climáticas de Hockenheim devem se manter ao longo do fim de semana, deixando a corrida imprevisível.

Paul Hembery, diretor de motorsport da Pirelli: “Como os pilotos não vieram para Hockenheim por dois anos, hoje foi um dia para que eles se familiarizassem novamente com a pista e também para a coleta de dados relevantes para os atuais níveis de performance dos carros e dos pneus. Apesar de algumas condições variáveis e escorregadias, especialmente na parte da manhã, as equipes em geral conseguiram atingir seus objetivos. Temos muitos dados para analisar agora. Ficou claro que os supermacios têm uma notável vantagem no que se refere à performance aqui. Assim, naturalmente, as equipes se concentraram muito neles, bem como em maximizar as oportunidades oferecidas pelos pneus macios. Entretanto, ainda há muitos aprendizados e análises a serem feitas.”

Treino Livre 1 Treino Livre 2
1.Rosberg 1m15s517 Supermacio novo 1.Rosberg 1m15s614 Supermacio novo
2.Hamilton 1m15s843 Supermacio novo 2.Hamilton 1m16s008 Supermacio novo
3.Vettel 1m16s667 Supermacio novo 3.Vettel 1m16s208 Supermacio novo


Treino Livre 1 – Melhor tempo por composto

Médio Hulkenberg 1m18s591
Macio Rosberg 1m17s030
Supermacio Rosberg 1m15s517


Treino Livre 2 – Melhor tempo por composto

Macio Hamilton 1m17s067
Supermacio Rosberg 1m15s614


Stints mais longos do dia por composto

Médio Hulkenberg 21 voltas
Macio Vettel 33 voltas
Supermacio Magnussen 24 voltas


Estatísticas de hoje dos pneus:

Médio Macio Supermacio
kms percorridos * 352 3369 2875
Jogos de pneus usados ** 14 42 42
Maior número de voltas ** 21 33 33