Pastor Maldonado, da Lotus, foi o único piloto a testar o novo composto do pneu supermacio

Asfalto novo, novas barreiras e baixas temperaturas alteraram as características do circuito de rua de Mônaco

Houve pouca ação durante os treinos livres de hoje em Mônaco, com a segunda sessão de treinos livres tendo sido bem prejudicada devido à chuva forte. Como não há previsão de chuva para o restante do fim de semana, as equipes decidiram que havia pouca informação interessante a ser coletada com a pista molhada e escorregadia, principalmente considerando o notório traçado apertado, cheio de barreiras, de Mônaco.

Depois de uma forte tempestade durante à noite, a pista estava úmida no início do primeiro Treino Livre, na parte da manhã. Assim, todas as primeiras voltas foram realizadas com o pneu intermédio Cinturato Verde. Assim que a pista secou, todas ​​as equipes mudaram seus pneus para os P ​​Zero Amarelo macios, que foram os escolhidos junto com o novo P Zero Vermelho supermacio para este fim de semana. Este pneu possui construção e composto novos. Porém, apenas Pastor Maldonado, da Lotus, conseguiu experimentá-lo nesta tarde – e ainda em uma volta com a pista muito molhada, o que acabou sendo inconclusivo. Se a pista estiver seca, os outros pilotos deverão experimentá-lo, pela primeira vez, durante o terceiro Treino Livre no sábado – que tem tudo para ser uma sessão crucial.

Com 10 minutos para o fim da sessão e com parte da pista seca e outra úmida, Fernando Alonso, da McLaren, aventurou-se novamente a colocar os pneus intermediários. O objetivo do asturiano era avaliar os níveis de aderência em trechos diferentes, a fim de calcular o ponto de cruzamento: o momento em que passa a ser uma boa ideia trocar o tipo de pneu. Alonso foi acompanhado por vários concorrentes no final da sessão, todos testando com pneus intermediários. O pneu de chuva também foi testado hoje, o que significa que, em algum momento, todos os quatro pneus trazidos para Mônaco foram usados.

Existem alguns aspectos diferentes no histórico circuito de Mônaco deste ano. O mais notável deles é o fato de que 80% da pista foi recapeada e ganhou asfalto novo. E mais: algumas barreiras mudaram um pouco e a temperatura ambiente manteve-se abaixo de 15ºC durante todo o dia: fatores que influenciaram as condições de pilotagem.

O piloto da Mercedes Lewis Hamilton foi o mais rápido nas duas sessões de hoje. Usando pneus macios em ambas, o inglês estabeleceu o seu melhor tempo no final do primeiro Treino Livre, com a marca de 1min17s192. Curiosamente, este tempo foi mais rápido do que o marcado, em 2014, por Fernando Alonso, pela Ferrari, usando pneus supermacios no segundo Treino Livre. Na ocasião, o asturiano cravou 1min18s482.

Excepcionalmente para um fim de semana de Grande Prêmio, amanhã não haverá ações no circuito de Mônaco – apenas os carros da GP2 irão para a pista. Além das sessões oficiais da GP2, o ex-piloto Martin Brundle irá demonstrar um carro da GP2 equipado com pneus de desenvolvimento de protótipo, em um tamanho maior do que os usados atualmente.

Paul Hembery, diretor de motorsport da Pirelli: “Tivemos poucas atividades relevantes para a corrida hoje. Isso significa que os nossos novos pneus supermacios só serão realmente avaliados durante a sessão da manhã de sábado. Será um momento crucial para determinar o acerto ideal e a estratégia para a corrida. Embora seja difícil dizer alguma coisa baseada na baixa quantidade de dados apurados hoje, já podemos inferir que a nova superfície deve reduzir o desgaste e a degradação ainda mais – até porque esta pista é a menos estressante do ano para os pneus. Isso, provavelmente, deve resultar em uma estratégia com apenas uma parada, embora algumas equipes possam tentar ganhar alguma vantagem fazendo algo diferente. Acima de tudo, eu lamento muito pelo fãs que ficaram tanto tempo sentados debaixo de chuva hoje e acabaram assistindo pouca coisa. E essa pouca atividade trouxe poucos dados para as equipes, é bem provável que teanhamos um treino classificatório e uma corrida totalmente imprevisíveis neste fim de semana. Antes disso, porém, estamos ansiosos para demonstrar um novo pneu conceito para a GP2 amanhã. Isso só reforça a nossa capacidade de produzir uma variedade de soluções diferentes de pneus para atender a qualquer tipo de demanda de motorsport.”

Treino Livre 1 Treino Livre 2
1. Hamilton 1min18s750 Macio novo 1. Hamilton 1min17s192 Macio novo
2. Verstappen 1min18s899 Macio usado 2. Rosberg 1min17s932 Macio novo
3. Ricciardo 1min19s086 Macio usado 3. Vettel 1min18s295 Macio novo

Estatísticas dos pneus de hoje:

Supermacio Macio Intermediário Chuva
Kms percorridos * 3 2668 33 46
Jogos usados no total ** 1 57 20 3
Maior número de voltas ** 1 39 11 6

 
* Os números acima referem-se ao total de quilômetros percorridos nos treinos livres 1 e 2, somados todos os pilotos.

** Por composto, todos os pilotos combinados.

Pirelli fatos do dia
Martin Brundle, que amanhã fará a demonstração dos novos pneus Pirelli para a GP2, na última vez que pilotou um Fórmula 1, em 1991, foi com pneus Pirelli. Na época, ele era colega de equipe de Mark Blundel, na equipe Brabham, com motores Yamaha. Na época, Brundle e Blundell abriram uma empresa em sociedade, chamada 2MB. A sua melhor corrida foi no Japão, quando conquistou um quinto lugar.