O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva visitou a sede da Pirelli, em Milão, acompanhado do presidente para América Latina, Paolo Dal Pino, e foi recebido pelo conselho de administração da empresa e do presidente e Ceo, Marco Tronchetti Provera.

Durante o encontro, o presidente Lula visitou o principal centro de Pesquisa & Desenvolvimento do grupo, onde são estudados e testados todos os tipos de pneus produzidos pela Pirelli, e encontrou-se com alguns representantes dos operários. Em seguida, visitou a Fundação Pirelli, que armazena e custodia documentos e imagens da história da empresa desde sua fundação, em 1872, até hoje.

O presidente Lula, enfim, fez uma palestra aos componentes do Conselho de Administração da Pirelli, durante a qual ilustrou a situação atual do continente sul-americano, uma área estrategicamente importante para os negócios da empresa.

Presente na América do Sul desde 1910, em particular no Brasil, Pirelli celebra este ano 85 anos de atividade. No País, Pirelli conta com cinco fábricas (Santo André, Campinas, Sumaré, Gravataí e Feira de Santana) que produzem a gama completa de pneus e empregam mais de 12 mil pessoas. Pirelli está presente, também, com fábrica de pneus na Argentina e na Venezuela e emprega em toda a região sul-americana quase 14 mil funcionários dentre os 38 mil no mundo. A América Latina contribui em aproximadamente 35% do faturamento mundial da Pirelli e entre 2014 e 2017, de acordo com o que foi indicado no último plano industrial, serão destinados aproximadamente 400 milhões de euros de investimentos na região.