Mais uma vez, o Grande Prêmio do Canadá foi uma corrida espetacular caracterizada por diversas entradas do safety car e muito drama, em que os pneus desempenharam um papel central. Depois de um período prolongado de bandeira vermelha devido à chuva torrencial, o piloto da McLaren Jenson Button conseguiu sua primeira vitória do ano, utilizando três tipos diferentes de pneus da linha PZero Fórmula 1 da Pirelli.

Button ultrapassou Sebastian Vettel, da Red Bull Racing, na última volta e ganhou a corrida, apesar de uma colisão com seu companheiro de equipe, uma penalidade de drive-through e cinco pit stops, que, a certa altura da prova, rebaixaram o inglês para a 21ª posição. Mesmo assim, as estratégias corretas nas condições constantemente em mudança – além de uma pilotagem fantástica – fizeram com que ele vencesse uma das corridas mais emocionantes do ano.

A prova começou em condições úmidas atrás do safety car nas primeiras quatro voltas, o que significa que todos os carros começaram com pneus de chuva forte PZero Laranja: esta foi a primeira vez que isso aconteceu neste ano. Button foi o primeiro a trocar para os pneus intermediários PZero Azul na oitava volta, dando aos intermediários italianos sua estreia na competição.

No entanto, a chuva voltou cerca de meia hora após o início da corrida, acionando o safety car. Pouco depois, na volta 24, a prova recebeu bandeira vermelha, já que as condições eram críticas . De acordo com as regras, as equipes podiam trocar os pneus e trabalhar nos carros enquanto esperavam a retomada da corrida.

A prova reiniciou atrás do safety car quase duas horas mais tarde, mais uma vez com pneus PZero Laranja. À medida que a pista secava, os pilotos na liderança mudaram para pneus intermediários, depois para os macios. Button fez o último pit stop para colocar os pneus supermacios PZero Vermelho na volta 51 e venceu a corrida com 2,7 segundos de vantagem, após aproveitar mais um período com safety car faltando 12 voltas para o final.

Vettel – que liderou em todas as voltas, menos a última – terminou em segundo com pneus supermacios PZero Vermelho depois de três paradas, e seu companheiro de equipe Mark Webber chegou em terceiro. As oito voltas finais viram uma batalha frenética pelo pódio, com Vettel se defendendo de Button, Webber e Michael Schumacher, da Mercedes, antes de cometer um erro raro.

No final, quase quatro horas e meia depois do início da corrida, Paul Hembery, diretor de Esportes Motorizados da Pirelli, afirmou: “Esta foi uma das provas mais emocionantes e imprevisíveis que vimos nesta temporada, com uma pilotagem impressionante de Jenson Button e todos os três lugares do pódio decididos na última volta. Finalmente tivemos uma corrida com chuva, que demonstrou a eficácia de nossos pneus PZero Laranja de chuva forte e também dos pneus intermediários PZero Azul. Quando a corrida reiniciou, foi muito interessante utilizarmos os pneus de pista molhada e intermediários até o ponto de mudança, o que nunca tínhamos feito em competição: isso mostrou ser um ponto essencial na estratégia, como Button e Vettel demonstraram. Gostamos muito de ver Kamui Kobayashi e outros que tiveram uma pilotagem fantasticamente energética em uma prova que valeu a espera: a batalha final pelo pódio definitivamente foi um de nossos destaques do ano até o momento.”

***

 Vídeos sem direitos autorais com entrevistas com Paul Hembery, bem como fotografias e comunicados de imprensa estão disponíveis para uso de mídia em: www.pirelli.com/f1 (Login: PirelliPressArea – Senha: PirelliMedia).

 Siga-nos no Twitter @ Pirelli_Media ou Facebook em www.facebook.com/Pirelli