road

Os maiores mitos que envolvem os pneus de motocicleta

Posso modificar meu pneu? Posso utilizar flutuador de piscina como se fosse câmara de ar? Posso diminuir a pressão? Veja esses e outros mitos sobre pneus de moto

Home road Os maiores mitos que envolvem os pneus de motocicleta
Os maiores mitos que envolvem os pneus de motocicleta

Pilotar uma moto é como andar ao ar livre. As sensações da natureza ficam muito mais aguçadas, o vento te molda e você pode, realmente, sentir a estrada. A moto é sinônimo de liberdade de pilotagem, mas que não pode ser confundida com "eu posso tudo", nem na hora de acelerar e muito menos na hora de modificar e cuidar da sua companheira. A Pirelli separou algumas ações relacionadas aos pneus da sua motocicleta que você não deve fazer de jeito nenhum.

Show more images

Posso passar “pretinho” no pneu?

O popularmente conhecido como pretinho, é um material líquido/viscoso que dá um brilho ao pneu. Largamente usado nos carros na lateral do pneu, em uma moto esse produto deve ser evitado a qualquer custo. Por se tratar de um elemento que não faz parte do pneu, ter esse material no mesmo afeta diretamente a aderência, colocando em risco o motociclista. Mesmo que se aplique somente na lateral, que é bem pequena em comparação ao de um carro, algum resíduo pode ir para a banda de rodagem quando durante o movimento, graças à força centrífuga, e, com isso, gerar sérios problemas para o condutor, pois poderá enfrentar problemas justamente quando está mais suscetível a quedas, como em uma curva, com a moto inclinada. Evite de todas as formas passar esse produto.

Além disso, o pretinho muitas vezes é composto por substâncias químicas que aceleram o processo de envelhecimento do pneu, provocando um ressecamento da borracha que, em casos extremos, pode evoluir para rachaduras que inviabilizam o seu uso.

Posso utilizar flutuador de piscina como substituto da câmara de ar?

Não podemos utilizar este recurso, já que ele não foi feito para uso nos pneus. O pneu de moto para uso urbano é desenvolvido para ser utilizado de duas formas: com ou sem câmara de ar. Somente o ar é um elemento de sustentação, sem a presença de materiais estranhos no seu interior, como mostram os vídeos dos flutuadores de piscina.

O flutuador não foi desenvolvido para esse fim e por isso é incapaz de suportar a estrutura do pneu à longo prazo e não tem a capacidade térmica necessária para lidar com as situações de aquecimento envolvidas quando o pneu está em uso.

Então eu posso utilizar o mousse nas ruas?

Também não. A Pirelli disponibiliza um produto para uso exclusivo em competições off-road  chamado Pirelli Mousse, feito com material específico e desenvolvido exclusivamente para este uso. O produto é um elemento circular 3D de espuma butílica flexível usado dentro de pneus off-road de competição, projetado para permitir que eles mantenham a funcionalidade em caso de perfuração substituindo as câmaras de ar convencionais em pneus de moto fora de estrada. O produto consegue atingir este objetivo por ser tecnologicamente avançado, caracterizado pela presença de agentes de auto pressão capazes de criar muitas bolhas de gás dentro do mousse, tornando-o imune a perda de pressão. Graças à sua estrutura, o mousse oferece máxima resistência em condições extremas. Devido ao seu uso técnico, as mousses não são para uso rodoviário.

Posso utilizar o pneu traseiro no dianteiro?

Outra mudança estética que alguns tentam promover em sua motocicleta é o incremento do pneu traseiro na dianteira, para tentar deixar um ar mais agressivo na moto. Essa mudança é extremamente perigosa, pois o pneu traseiro tem propósitos diferentes do dianteiro, como capacidade de escoar água e desenho que favorece o eixo de tração (que é o traseiro, nas motos). Fazer essa modificação é muito perigosa, pois toda a engenharia faz cálculos precisos para que o pneu dianteiro e o traseiro, mesmo diferentes, trabalhem em conjunto para maior segurança, conforto e desempenho.

Posso modificar o tamanho do pneu?

Não é recomendado. Alteração no tamanho do pneu, seja em polegadas ou em largura pode comprometer, novamente, a segurança, mudando a ciclística da moto. Mesmo que o pneu caiba no garfo/quadro da moto, essa mudança deve manter as dimensões originais feitas pela fabricante.

Não posso alterar, de maneira nenhuma, a calibragem do pneu da moto?

Essa é quase 100% verdadeira, mas tem alguns casos bem específicos, como quando a moto tenha que ficar parada por muito tempo, que essa máxima cai por terra. Se for deixar a moto muito tempo parada, sem utilização, recomendamos que infle seus pneus com um pouco mais de ar, gerando uma pressão interna maior, em um valor próximo a 20%. Isso minimiza um pouco dos efeitos em deixar sua moto parada por muito tempo, que pode ser a diminuição drástica da pressão e até possíveis deformações no pneu. É de extrema importância que você deixe sua moto no apoio central e que calibre imediatamente a pressão da sua moto aos padrões indicados no manual do veículo assim que voltar a andar.

Outro ponto onde você pode mudar um pouco a pressão indicada é quando irá encarar terrenos off-road, principalmente arenosos. Neles, pode-se diminuir um pouco a pressão indicada para ganhar um pouco mais de aderência. Mas assim como no exemplo acima, lembre-se de retornar à pressão normal assim que possível.

Posso utilizar pneu "de trilha" na cidade?

Esse é outro fato que deve ser evitado a todo custo. Pneus de trilhas off-road normalmente tem grandes blocos de borracha em sua banda de rodagem, largamente separados para favorecer a aderência em terrenos enlameados, por exemplo. Andar com esse tipo de pneu na cidade, apesar de não ser proibido por lei, deve ser evitado, pois sua segurança pode estar em perigo, vide a pouca aderência que terá em um piso asfáltico, por exemplo.

Posso recuperar um pneu furado ou que rasgou?

A Pirelli não recomenda fazer nenhum tipo de remendo em seu pneu. Infelizmente, se teve um problema com furo, não se deve fazer remendos. Ou troca-se a câmara de ar, no caso de pneus convencionais, ou troca-se o pneu, no caso de radiais. A segurança tem que estar em primeiro lugar.
Um lado do pneu está mais gasto do que o outro, o que eu fiz de errado?

Absolutamente nada. Os pneus sofrem desgaste irregular devido a condição das ruas e estradas, que possuem superfícies inclinadas para auxiliar no escoamento de líquidos. Como, desta forma, o pneu está com mais tarde da sua banda de rodagem de um dos lados em contato com a rua, este lado ficará mais desgastado do que o outro. Não vire o pneu para tentar aumentar a vida útil e ter desgaste dos dois lados, já que o produto possui um sentido certo de utilização. Efetue a troca se for o caso e dos dois, garantindo conjunto equilibrado em condições de utilização e maior segurança.

Pneu com cera é perigoso?

Calma lá, os pneus não possuem cera alguma. Quando o pneu novo é instalado na moto ou quando você a tira novinha da loja, o ideal é sempre andar com cuidado no começo pois os pneus ainda estão com o desmoldante utilizado para retirar a borracha do vulcanizador. Então tenha paciência, ande com calma no começo para que o produto saia naturalmente com o desgaste. Isso acontece com veículos de quatro ou mais rodas também, porém eles não dependem de apenas dois pneus para ficarem de pé, não é mesmo?

Saiba mais
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
road