road

As mentiras que ouvimos
sobre pneus

Existem mitos urbanos inestimáveis sobre todos os setores e até mesmo sobre pneus, assim como as notícias falsas que sobrevivem ao longo dos anos

Home road As mentiras que ouvimos
sobre pneus
As mentiras que ouvimos
sobre pneus

Todos os domingos, encontramos treinadores de futebol improvisados expressando suas opiniões e instruções, um hábito que também se estendeu a muitos outros campos, abrangendo moda e carros. As opiniões só eram compartilhadas com a família e amigos no passado, mas, desde sua criação, a Internet tem contribuído para disseminar informações muitas vezes questionáveis e até erradas. Esses rumores enganosos, então, se tornam mitos urbanos. Tais clichês, obviamente, também envolvem setores delicados que são cruciais para a segurança. Vamos considerar o mundo dos pneus, por exemplo.

NÃO HÁ OUTRA LINHA

Notícias falsas difundidas afirmam que há um mercado paralelo para os chamados pneus de "segunda linha", que podem ser reconhecidos por marcas coloridas nas laterais. Nada poderia estar mais longe da verdade porque as empresas (naturalmente, aquelas que produzem pneus padronizados, únicos no mercado) só lançam pneus de primeira linha. De fato, todos os defeitos estruturais e até mesmo a menor imperfeição estética em palavras impressas recebem a mesma importância, com posterior destruição do produto.

O MISTÉRIO DA MARCAÇÃO VERMELHA 

Mas o que essas marcas redondas coloridas significam? São meros indicadores fornecidos para que a loja de pneus encaixe corretamente o pneu na roda, reduzindo ao mínimo a necessidade de usar contrapesos para o balanceamento do conjunto pneu e roda. Isso significa que as diferenças de preço, às vezes consideráveis, entre um revendedor especializado e expositores de supermercados não dependem da qualidade, mas apenas do fato de que estes últimos não oferecem ao proprietário do veículo a mesma assistência e os mesmos serviços.

LEITE EXPIRA, MAS OS PNEUS NÃO

Outro mito urbano que se espalhou nos últimos anos diz respeito à data impressa com as marcações obrigatórias, juntamente com medidas, índice de carga e códigos de velocidade. A indicação da semana de produção não pode ser usada para estabelecer uma data de validade, como no caso dos alimentos. Seu único propósito é garantir a rastreabilidade do lote após a distribuição.

M+S OU PNEUS DE INVERNO?

Todos os anos, os meses de inverno testemunham a disseminação recorrente de informações falsas sobre pneus de inverno, a partir de sua classificação. Vamos mencionar uma das muitas: as marcas M+S (lama e neve em inglês) não são suficientes para classificar um pneu como adequado para as superfícies mais desafiadoras, como neve e gelo, embora a legislação de certos países "se satisfaça" com eles. Em clima frio, a segurança oferecida pelos pneus de inverno é pelo composto com maior quantidade de sílica e pelo desenho da banda de rodagem com finas lamelas na superfície de contato com o solo. A presença dessas soluções tecnológicas é confirmada pelo ícone estilizado de um floco de neve dentro de uma montanha com três picos. Apenas a presença desta marca indica que os pneus são capazes de garantir a máxima segurança em climas extremos de inverno.

NÃO É PROIBIDO USAR PNEUS DE INVERNO NO VERÃO

Para quem vive no hemisfério norte, pneus de inverno de nova geração garantem estabilidade e uma aderência firme na estrada em clima extremo, mesmo com chuva severa. Portanto, é errado afirmar que esses pneus são menos eficazes do que os de verão na prevenção da aquaplanagem. Em vez disso, as misturas de borracha dos pneus de inverno se adequam melhor ao frio e, portanto, aumentam a segurança. Não é o tipo de pneu que faz a diferença, mas o design da banda de rodagem e, naturalmente, a velocidade ao entrar em uma poça ou lençol d'água. Da mesma forma, é falso dizer que é proibido usar pneus de inverno no verão, e que se corre o risco de multas pesadas por fazê-lo. Altas temperaturas podem acelerar o desgaste, mas não é obrigatório usar pneus de verão.

E OS LIMITES DE VELOCIDADE? É UMA QUESTÃO DE BOM SENSO

Sempre em relação aos pneus de inverno, é errado afirmar que a velocidade deve ser reduzida em caso de neve, como necessário ao usar correntes de neve. O limite de velocidade de 50 km/h só se aplica a correntes de neve porque as vibrações transmitidas em velocidades mais altas podem danificar pneus, suspensões e amortecedores. Existem pneus de inverno padronizados projetados para velocidades de até 270 km/h, com desempenho semelhante ao dos pneus de verão. Neste caso, os limites de velocidade são os estabelecidos por placas de trânsito e, obviamente, pelo senso comum.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
road