race

Cabelo hoje, amanhã nada

A Áustria é famosa por muitas coisas. E uma delas é ter barba e bigode mais espetaculares dos esportes a motor

Home race Cabelo hoje, amanhã nada
Cabelo hoje, amanhã nada

Tradição austríaca e barba e bigode
Alguma das coisas mais notáveis da Áustria é a força da tradição do país. As mulheres realmente usam as roupas típicas dirndls– assim como nos últimos cem anos – enquanto os homens usam o traje tradicional lederhosen, mesmo se eles não forem a uma festa Tão tradicional quanto o uso da lederhosen para estes homens que falam alemão, são barba e bigode: especialmente os bigodes escovados.  É um visual geralmente ausente no mundo do automobilismo, talvez devido ao peso extra e pela resistência causada pelo barbear. Ou de modo mais prosaico, talvez pela incompatibilidade entre barba e bigode elaborados com balaclavas e capacetes. Entretanto, havia uma grande exceção, e, claro, ele era austríaco.

Show more images

O Rei das barbas: Harald Ertl

O dono do bigode e da barba mais elegantes do automobilismo foi, sem dúvida, Harald Ertl, de Zell Am See.  Ele começou como jornalista, e isso o ajudou a arrecadar patrocínio suficiente para competir em uma série de corridas da Fórmula 1® entre 1975 e 1980, com o melhor resultado de sete no Grande Prêmio Britânico de 1976. Entretanto, ele era mais famoso por dois aspectos. Primeiramente, ele era um dos quatro pilotos que puxou corajosamente o parceiro Niki Lauda para fora de sua Ferrari em chamas no acidente terrível de 1976 em Nurburgring. Em segundo lugar, ele tinha um bigode e uma barba que não seriam apropriados se adornassem o rosto do Kaiser Wilhelm. 
Tristemente, Ertl faleceu num acidente aéreo em 1982 com apenas 33 anos, mas em sua honra - e de sua nação –celebramos um dos cinco dos mais rápidos monumentos faciais já vistos na Formula 1®. Harald, este é para você.

Keke Rosberg
Lutou com Nigel Mansell pelo prestigioso título de “bigode mais rápido do mundo”. Finn manteve seu estilo por toda sua carreira na Fórmula 1®, incluindo, claro, a legendária volta de Silverstone que ele completou na classificação do Grande Prêmio Britânico de 1985. Com uma velocidade média de 258kph, ele manteve o recorde de volta mais rápida da Fórmula 1® por uma boa parte em 20 anos. Fumante inveterado, o bigode de Rosberg também tinha a vantagem adicional de ser aparentemente resistente ao fogo.

Nigel Mansell
Você não pode falar sobre bigodes na Fórmula 1® sem mencionar “O Leão”. Assim como todos os leões tem juba, ele se vangloria de seus pelos: o bigode customizado Mansell. Ele o ostentou desde o começo na Fórmula 3 até o grande triunfo na Fórmula 1®. Em certo momento, os fãs britânicos da F1® também ostentavam os próprios “bigodes Nigel” em homenagem – ou colando bigodes falsos (às vezes até combinando com os cílios) quando não podiam deixar crescer de verdade. Tal qual Samson, o único momento em que a velocidade de Mansell foi questionada foi durante o curto período em que ele cortou o bigode.

Graham Hill
Tão reconhecidos quanto Ertl, Rosberg e Mansell o foram por seus bigodes, apesar de atrasados. O dono original de um bigode na Fórmula 1® foi com certeza o bicampeão Graham Hill, quem trouxe o estilo da aristocracia britânica para as corridas de um jeito que nenhum outro piloto fez desde então. Sim, Jensenn Button and Lewis Hamilton – os atuais pilotos britânicos do campeonato mundial –flertaram com diferentes estilos de bigodes. Mas eles ainda têm muito a aprender com o mestre. 

Clay Regazzoni
Outro homem que pareceria praticamente nu sem a lagarta que parecia grudada em seu lábio superior. O bigode de Regazzoni parecia que havia sido emprestado do Magnum e o acompanhou em tempos bons e ruins, permanecendo firmemente na face do popular piloto suíço depois do acidente em Long Beach, que o levou a cadeira de rodas. O Grande Prêmio da Áustria de 1970 foi na verdade o primeiro pódio de Regazzoni – e uma rara ocasião em que ele se barbeou totalmente.

Fernando Alonso
Os únicos barba e bigode apropriados e atualmente ativos na Fórmula 1® pertencem a Fernando Alonso (embora Daniel Ricciardo havia experimentado recentemente o visual bandido mexicano, o que culminou em um monte de críticas). Alonso tem variado entre cavanhaque ligeiramente pirata e  bigode completo com barba que ele ostenta agora. Alguns pilotos ainda tentam ocasionalmente uma barba divertida (ou talvez eles se esqueçam de se barbear?), mas Alonso é o único que tem se mantido fiel ao conceito nas últimas temporadas. Graças a ele, o espirito de Harald Ertl se mantém vivo nesse final de semana na Áustria. 

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
race