race

Baku fazendo história

Baku é novidade, certo? Errado – havia três locais para corridas na capital azerbaijana antes

Home race Baku fazendo história
Baku fazendo história
Show more images

No início
Baku pode ser novidade no calendário dos grandes prêmios este ano, mas já recebeu corridas de GT (três vezes) e de Fórmula 1® – em três diferentes pistas de rua.
Tudo começou em 2012. Foi o primeiro ano de verdade do automobilismo internacional no Azerbaijão, durante o qual ocorreu o Baku City Challenge: uma corrida fora do campeonato de GT, em outubro, para carros da especificação GT3, criação do empresário alemão Hartmut Beyer. A corrida foi realizada em um circuito curto de 2,144 quilômetros perto da Sede do Governo, bem atrás do atual paddock da F1®.
No ano seguinte, Baku virou uma etapa completamente desenvolvida da Série FIA GT em um circuito diferente, com todos os participantes correndo com pneus Pirelli. Havia uma pista nova em folha, com o dobro da extensão da antiga, com 4,380 quilômetros, que passava pelo Baku Crystal Hall, palco do Festival Eurovisão da Canção em 2012.
Apesar de uma série de atrasos para começar a corrida devido às muretas artificiais instaladas que caíam, os pilotos gostaram da pista, muito mais ambiciosa do que o desenho original point-and-squirt do ano anterior, lembrando um dos circuitos de rua americanos de Fórmula 1® dos anos 1980.
Como disse o vencedor de Le Mans no ano passado, Nick Tandy, que esteve pilotando na corrida de GT de Baku em 2013: "Tem uma boa mistura de curvas rápidas e lentas, e é bem difícil. É o tipo de pista na qual o piloto pode fazer uma grande diferença, por isso é tão inteligente".

Vem o Blancpain GT
Foi mantido o mesmo circuito para 2014, embora o campeonato fosse agora uma etapa da Série Blancpain Sprint abastecida pela Pirelli, liderada pelo promotor Stephane Ratel. Mais uma vez, Baku marcou o fim da temporada, com os pilotos da Audi Stephane Ortelli e Laurens Vanthoor vencendo em 2014 e em 2013, enquanto que a corrida original em 2012 no circuito curto foi conquistada por Frederic Makowiecki e Stef Dusseldorp em uma McLaren. Para os que estão se perguntando, quem ganhou o Festival Eurovisão da Canção em Baku naquele ano foi a Suécia, graças a “Euphoria”, de Loreen. Felizmente para eles, os pilotos vencedores de GT parecem ter desfrutado de uma fama até um certo ponto mais duradoura…
Contudo, os vencedores não foram os mais famosos pilotos a competir no evento de GT em Baku. Alinhados para a primeira corrida em 2012 estavam Jacques Villeneuve, o Campeão Mundial de F1® de 1997, e o ex-piloto de grande prêmio Jos Verstappen: companheiros de equipe em uma BMW Z4. No final, terminaram em um respeitável sexto lugar, começando em 10º no grid. Quatro anos depois, outro Verstappen tentará virar notícia.

Do passado pro atual momento
A atual pista de F1® fica ao norte do desenho de 2014, mas não será a primeira vez que carros de Fórmula 1® correrão em Baku. David Coulthard circulou pela primeira vez em um carro de Fórmula 1® nas ruas da capital azerbaijana em junho de 2012, conduzindo um RB7 ao redor da que provavelmente é a maior bandeira do mundo (medindo 75 × 35 metros, tremulando a 162 metros de altura), localizada no que foi batizado, sem imaginação nenhuma, de Praça da Bandeira Nacional. Foi uma pequena ação temporária com a finalidade de entreter fãs, mas para estes fins contaremos como uma terceira configuração de circuito em Baku…
Cerca de 45 mil pessoas foram assisti-lo, demonstrando a popularidade da F1® no país. Para contextualizar esse número, a capacidade máxima das arquibancadas do grande prêmio de verdade será de até 28 mil. “Eu não sabia bem o que esperar, mas fiquei muito emocionado,” disse Coulthard na ocasião. “Tivemos uma recepção fantástica. Na volta final, eu podia ouvir um garotinho gritando meu nome: Acho que esse momento fez meu dia valer a pena!”
O quarto local em Baku deverá ser ainda mais espetacular, consistindo no mais rápido circuito de rua da F1® e a segunda pista mais longa de todo o calendário. O renomado arquiteto de circuitos Hermann Tilke projetou a pista do zero, mas é claro que muitas das lições das corridas anteriores em Baku foram levadas em conta. O Azerbaijão pode ser uma etapa nova em folha, mas tem uma surpreendente herança automobilística em números…

Para assistir David Coulthard pilotando o RB7 em Baku, visite: http://www.redbullracing.com/video/david-coulthard-flies-around-baku-flag

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
race