life

The Cal™: A Combinação de Arte e Estética

As mais belas mulheres registradas pelas lentes dos maiores fotógrafos. É, simplesmente, o calendário mais famoso do mundo

Home life The Cal™: A Combinação de Arte e Estética
The Cal™: A Combinação de Arte e Estética

Calendário Pirelli. É necessária alguma apresentação? Famoso mundialmente, mas exclusivo; apenas disponível para uma lista seleta de pessoas. Mas isso não o impede de ser aclamado e visto por todos. As belas mulheres desejam estar nele; fotógrafos famosos querem colaborar com ele.

Todos já estão falando sobre o Calendário 2016 - ou, como as pessoas o chamam, o The Cal - que será fotografado por Annie Leibovitz e terá como protagonista a estrela do tênis Serena Williams. A tenista estava tão ansiosa, que ela mesma deu o furo de reportagem com sua mensagem no Twitter dois meses antes da publicação do calendário: “Estou tão feliz de fazer parte do próximo Calendário Pirelli!!”. As grandes figuras culturais que farão parte da edição de 2016 incluem a comediante Amy Schumer, a artista Yoko Ono, a cantora Patti Smith, a atriz Yao Chen, a diretora Ava DuVernay, Fran Lebowitz e a escritora de moda adolescente e blogueira Tavi Gevinson.

O The Cal parece ter capturado de maneira inquestionável as mulheres mais deslumbrantes do mundo em seu melhor momento. 

O The Cal é conhecido por seu tom provocativo - a quantidade de seios algumas vezes é grande, mas a edição de 2016 terá a mesma difícil tarefa de edições anteriores sem nenhuma nudez feminina, como a edição de Patrick Demarchelier de 2008 e de Steve McCurry de 2013. Com ou sem roupa, a posição estética do The Cal é inquestionável e o coloca em um nível sem concorrência. É por isso que os melhores fotógrafos do mundo aguardam anos para fazê-lo. Se olharmos a lista, todos estão lá. É como o rol dos maiores exponentes em forma de arte.

Principais fotógrafos
A própria Leibovitz já fez um Cal (em 2000), mas seus colegas também estão lá –
Herb Ritts, Mario Testino, Bruce Weber, Richard Avedon  – e também os maiores do passado, como Brian Duffy, Terence Donovan, e Norman Parkinson, apenas para citar alguns deles. 

O The Cal também estrelou alguns homens. Poucos. É pelas mulheres que é famoso. Todos os anos, são desnudadas de forma bela, artística e com bom gosto, quase sensualmente. E por que não? Afinal de contas, esta é uma empresa italiana. O The Cal parece ter capturado de maneira inquestionável as mulheres mais deslumbrantes do mundo em seu melhor momento. Kate Moss (com nada além de miçangas), Helena Christensen (com nada além de cascas de côco), Lou Doillon (com apenas uma camisa). Entretanto, não são apenas supermodelos que fizeram parte dele; atrizes, da icônica Sophia Loren a outras como Sienna Miller e Daryl Hannah; todas elas estamparam um mês do calendário Pirelli.

E traz mulheres que são simplesmente deslumbrantes. Em 1969, o fotógrafo Harry Peccinotti (que também fotografou o calendário de 1968) foi apenas para a praia de Big Sur, na Califórnia, e usou amadores.

O instante
“É muito artístico e prestigiado, e realmente desmonstra o estilo da época, não apenas por usar uma grande variedade de fotógrafos, mas também pela maneira como apresenta o corpo da mulher”, disse o grande fotógrafo Francesco Guidicini. “Meu favorito? O calendário de Herb Ritts fotografado nas Bahamas. Maravilhoso.”

O estilo da época? Claro, tanto em sua representação do corpo feminino quanto por sua própria história, o Calendário Pirelli é um termômetro extremamente preciso. Teve início em 1964, e mostrou todo o movimento da década de 1960 em todas as suas conquistas democráticas; nenhuma modelo famosa, nenhum exagero, ele refletiu de forma brilhante como o foco do mundo havia mudado na sua escolha de locações boêmias - Maiorca, Jamaica, Tunísia, e Califórnia - entre as capitais do “velho mundo”.

Ascensão das supermodelos
A publicação foi interrompida em 1975 devido à crise mundial do petróleo, mas o calendário retornou em 1984. Ele trouxe pequenas referências ao produto, como trilhas de pneus nas areias das Bahamas onde modelos foram fotografadas por Uwe Ommer. Em 1987, o calendário de Terence Donovan trouxe apenas modelos negras, incluindo a jovem Naomi Campbell, então com 16 anos de idade, em início de carreira.

Em 1994, o The Cal mudou novamente. Nenhuma referência a produtos, muita produção artística, e um fenomenal grupo de supermodelos quando Herb Ritts foi para as Bahamas para fotografar Cindy Crawford, Helena Christensen, Kate Moss e Karen Alexander. Foi o início de uma nova era de liberdade artística para fotógrafos, modelos e para o Calendário Pirelli.

O Calendário leva um ano para acontecer; o conceito é criado no início do ano, as imagens são captadas normalmente no final da primavera, e o lançamento glamoroso e midiático acontece sempre em novembro. As imagens podem aparecer nas revendas da Pirelli ao redor do mundo, mas certamente foram assunto de inúmeros livros, instalações de museus e exposições; pertencem à história da fotografia.

Uma coisa, entretanto, é sempre constante. O Calendário Pirelli continuará a manter sua posição exclusiva de expressão de liberdade, beleza e prazer.

Saiba mais
Relacionadas
Informação do produto
O melhor da tecnologia de ponta da Pirelli
Descubra o novo P Zero
Encontre
Selecione o produto sob medida para você
Encontre o melhor pneu para seu carro
life