Todas as equipes utilizaram os novos pneus Pirelli durante os treinos livres desta sexta-feira para o GP da Hungria. As temperaturas registradas foram as mais altas já registradas em toda a temporada: o termômetro marcou 33 graus e chegou a 46 graus no asfalto. Espera-se que o clima esquente ainda mais no treino classificatório deste sábado e na corrida de domingo.

Assim como em 2012, os compostos P Zero Branco médio e P Zero Amarelo macio serão utilizados no GP da Hungria. Sebastian Vettel, da Red Bull, foi o mais rápido nas duas sessões de treinos livres, utilizando o pneu médio pela manhã e o macio à tarde para marcar o tempo de 1m21s264 – mais de meio segundo mais rápido do que o tempo obtido nos treinos livres do ano passado.

“A pista estava muito ’verde’, escorregadia e pouca aderente nesta manhã. Houve mais aderência no período da tarde, mas com temperaturas muito elevadas. No domingo veremos, provavelmente, o GP mais quente do ano até agora. Apesar das condições extremas, tanto o desempenho quanto a durabilidade dos novos pneus estão de acordo com as nossas expectativas, com pouquíssimo sinal de qualquer granulação ou formação de bolhas. O retorno dos pilotos e equipes até agora tem sido muito positivo”, afirma Paul Hembery, diretor de Automobilismo da Pirelli.

“A diferença de desempenho entre os dois compostos hoje ficou em torno de 1,5 segundos e esperamos de dois a três pit stops durante a corrida, com a maior parte do treino classificatório realizado com o pneu macio. Temos um novo limite de velocidade no pit lane a partir deste GP, de 80Km/h, o que acrescentará quatro segundos no tempo total da parada. Isso também pode ter um grande efeito nas estratégias das equipes, o que torna o trabalho realizado hoje ainda mais importante, pois na pista de Hungaroring é particularmente difícil fazer ultrapassagens”,  acrescenta Hembery.

 


 

Fatos do dia:

- Embora a classificação seja extremamente importante na estreita e sinuosa pista de Hungaroring, apenas 12 das 27 corridas realizadas no circuito foram conquistadas pelo pole position;

- O atual campeão da categoria, Sebastian Vettel, não é um desses vencedores: juntamente com Austin, nos Estados Unidos, esta é a única corrida do calendário atual que o alemão nunca ganhou;

- Até o momento, 13 pilotos em sete carros diferentes lideraram um Grande Prêmio neste ano.