O protagonista mudou, mas não os pneus. Depois de dominar a primeira etapa do Campeonato Mundial de Motocross da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) no Catar, o Pirelli Scorpion MX arrebatou o segundo Grande Prêmio do ano.

Antonio Cairoli da KTM foi beneficiado por um erro do piloto da Suzuki, Clemente Desalle, e assumiu a liderança do campeonato na MX1, com vitória dupla esmagadora. O siciliano assumiu a liderança da primeira corrida na quinta volta e depois liderou o pelotão da primeira até a última curva na Super Final.

Desalle perdeu a liderança na MX1 depois de um acidente espetacular na primeira bateria, no qual sofreu um corte no torso, fechado com pontos, e então surgiu na terceira posição na segunda corrida, ficando na mesma colocação no ranking geral.

Quem também correu entre os líderes foi Ken De Dycker, que agora está em quinto na classificação geral, depois de tomar o segundo lugar na Moto1 e terminar em décimo no final do dia, depois de um início ruim na Super Final. Tommy Searle foi o quarto na classificação final com sua CLS Kawasaki.

Na MX2 aconteceu uma história semelhante de vitória da KTM, pois Jeffrey Herlings repetiu o seu companheiro de equipe e foi o primeiro na 250 (quarto na corrida) na Super Final. Já o autódromo de Si Racha foi um bom parceiro para Christophe Charlier, da Yamaha. O francês foi quarto á frente de Alex Lupino e agora já está em quarto no campeonato, a frente de Glenn Coldenhoff.

“O Scorpion MX MidSoft 32 F dianteiro e 32 T traseiro foram ideais para este tipo terreno, acidentado e cheio de  poeira”, disse Giovanni Gatti, diretor de corrida da Pirelli, no paddock tailandês.

“Por esta razão, eles foram escolhidos por todos os pilotos que correm com Pirelli neste fim de semana”. O Campeonato Mundial de Motocross agora faz uma pausa de três semanas e volta com o Grande Prêmio da Holanda, a primeira etapa europeia, no fim de semana da Páscoa.

Grande Prêmio da Tailândia, Circuito Si Racha: Temperatura 33°C, umidade do ar 66% MX1.

Classificação Geral

1. Antonio Cairoli KTM Team Red Bull Factory

2. Gautier Paulin Kawasaki Team KRT

3. Clement Desalle Suzuki Team Rockstar

4. Tommy Searle Kawasaki Team CLS

5. Ken De Dycker KTM Team Red Bull Factory

Campeonato MX1 após duas etapas

1. Antonio Cairoli KTM p. 95

2. Clement Desalle Suzuki p. 87

3. Gautier Paulin Kawasaki p. 78

4. Ken De Dycker KTM p. 70

5. Tommy Searle Kawasaki p. 64

Classificação Geral MX2

1. Jeffrey Herlings KTM Team Red Bull Factory

2. Romain Febvre KTM Team JM Racing

3. José Butron KTM Team Silver Action

4. Christophe Charlier Yamaha Team Monster Energy

5. Alex Lupino Kawasaki Team CLS

Campeonato MX2 após duas provas

1. Jeffrey Herlings KTM p. 100

2. Romain Febvre KTM p. 82

3. Dean Ferris Yamaha p. 69

4. Christophe Charlier Yamaha p. 65

5. Glenn Coldenhoff KTM p. 63